(Fonte da imagem: Reprodução/Gizmag)

O dia 9 de outubro ficará marcado na memória de Jessi Combs, celebridade norte-americana que conseguiu, nesta data, bater o recorde de velocidade com avião no solo durante o North American Eagle Supersonic Speed Challenger. A marca anterior ficou intacta por 48 anos.

Nesta competição, todos os participantes devem passar pelo percurso – neste caso, Alvord Desert, nos Estados Unidos – duas vezes no intervalo de uma hora, e na segunda tentativa o piloto deve usar o sistema de combustão do avião para melhorar o seu rendimento. Essas duas marcas formam a velocidade média considerada para o resultado.

Em suas duas tentativas, Jessi alcançou 597 quilômetros por hora na primeira vez e 709,25 quilômetros por hora na segunda, ficando com a média de 632,39 quilômetros por hora.

(Fonte da imagem: Reprodução/Gizmag)

Equipamento e recorde anterior

A competidora utilizou o F-104 Lockheed Starfighter na disputa, que pesa cerca de 6 mil quilos e possui medidas de 17,07 metros da frente até a cauda. De acordo com a Federation International de Automobile (FIA), os componentes mecânicos e rodas devem ser apropriados para considerar o avião um veículo de esporte sobre quatro rodas.

Por falar em rodas, os aviões que participam desta competição não utilizam os acessórios de borracha, mas sim de alumínio sólido para diminuir um pouco o peso obtido enquanto elas giram e eliminar possíveis preocupações com a força centrífuga.

O recorde anterior na categoria para mulheres era de Lee Breedlove, que em 1965 havia alcançado a marca de 496,49 quilômetros por hora em Salt Lake Flats, também nos Estados Unidos.