(Fonte da imagem: Reprodução/MIT)

Os aviões do futuro podem não apresentar avanços tecnológicos incríveis ou as peças mais caras e sofisticadas possíveis. Ao menos é o que pensa a NASA, que está investindo bastante em projetos de pesquisa sobre veículos econômicos em combustível.

Projetado pelo MIT, o Double-Bubble é um dos conceitos mais promissores e diferentes. A agência espacial ficou encantada pela economia de combustível do veículo, que pode diminuir 70% dos gastos atuais, além de quase dobrar a quantidade de passageiros transportados.

O segredo de 49% dessa economia se dá pelo método mais barato possível: mudanças leves no design, como dobrar a fila de passageiros (daí a origem de seu nome) e integrar os motores na fuselagem da cauda do avião, reduzindo a grossura das asas. Com isso, é possível obter ainda mais sustentação durante o voo.

De acordo com a Aviation Week, apesar de não ser viável atualmente, a aeronave será construída em uma escala menor e testada em um túnel de vento.