Após ter sido aposentado há pouco mais de 13 anos, o último jato supersônico Concorde fabricado por franceses e ingleses foi movido (talvez pela última vez) em um aeroporto do sudoeste da Inglaterra. Em vez de realizar mais uma vez um de seus voos em altíssima velocidade, que ultrapassavam Mach 2 em 2.180 km/h, ele foi rebocado por cerca de 400 metros até um hangar onde será exibido como parte do Aerospace Bristol, um museu de aviação que será inaugurado no meio do ano.

Antes de se locomover até o hangar onde será exibido, o Concorde Alpha Foxtrot esteve estacionado em Bristol sendo mantido pela Airbus

Apesar de ter sido o último Concorde fabricado, a aeronave – chamada Alpha Foxtrot – já é uma veterana: seu primeiro voo comercial foi realizado em 1979. Ele também foi o último dessa linha a voar, aposentando a “era do Concorde” no voo de 26 de novembro de 2003, indo do aeroporto de Londres até Bristol, seu local de “nascimento”.

Pronto para visitação

Antes de se locomover até o hangar onde será exibido, o Concorde Alpha Foxtrot esteve estacionado em Bristol sendo mantido pela Airbus, que assumiu a parceria entre Inglaterra e França que produziu essas aeronaves. Desde então, a empresa desembolsou cerca de £ 3 milhões, em torno de R$ 11,6 milhões, para manter o avião no local.

Com o museu Aerospace Bristol aberto, os visitantes vão poder conhecer a aeronave muito melhor, tanto por fora quanto por dentro.