Desde 2011, a China vem comentando aqui e ali a respeito do J-20, seu avião de caça que teoricamente estaria sendo projetado para bater de frente com modelos russos e norte-americanos. Porém, só agora o país apresentou o modelo oficialmente — durante uma feira internacional de aeronáutica organizada na cidade de Zhuhai, a Chengdu, empresa responsável pela fabricação da aeronave, realizou um voo demonstrativo de dois protótipos.

A companhia não revelou informações técnicas sobre o invento; porém, de acordo com Shen Jinke, oficial das forças aéreas chinesas, “o caça J-20 é a nova geração de aviões furtivos fabricados pela própria China, desenvolvido para atender as necessidades dos campos de batalha do futuro”. O jornal National Interest estima que a aeronave possui equipamentos de radar e sensores similares aos empregados no estadunidense Lockheed Martin F-35.