Seja você uma pessoa que adora voar ou alguém que odeia a ideia, é provável que praticamente todo mundo que já entrou em um avião na vida tenha notado que cada uma das janelinhas do veículo conta com um furinho minúsculo. Com um design extremamente complexo, todos os aviões são projetados com muita atenção a cada detalhe, de forma que a presença do diminuto buraco é proposital. Mas para que ele serve?

Quando um desses veículos voa pelos céus e atinge grandes altitudes, a pressão do ar do lado de fora cai de tal forma que, se fossemos submetidos diretamente a ela, poderíamos sofrer desde sintomas mais leves, como falta de ar e enjoo, até alguns mais graves, como a hipóxia – falta de oxigênio que pode matar. Por esse motivo, o avião é totalmente vedado para que o sistema de ventilação consiga manter a pressão interna estável.

Engenharia dos detalhes

Para entender como o furinho em questão ajuda a manter o veículo devidamente protegido, primeiro é preciso explicar a estrutura das janelas propriamente ditas. Quando você olha para fora em um avião, não está olhando através de apenas um vidro, mas sim de três camadas espaçadas. A mais interior é conhecida como “vidraça de arranhão” e é aquela que você pode tocar do seu assento, não contando com qualquer buraco.

As janelas dos aviões são formadas por três camadas de acrílico

Chamado de “furo de sangria” ou “furo de respiração”, os buraquinhos que conseguimos ver ficam na camada intermediária. De acordo com o diretor de tecnologia da GKN Aerospace, Marlowe Moncure, o principal propósito desse furo é garantir que somente a terceira camada de acrílico, mais externa, sofra o impacto total da pressão atmosférica, equilibrando a diferença de força entre a cabine e o espaço entre as camadas da janela.

Dessa forma, caso a porção mais externa sofra algum tipo de dano ou se quebre, a porção intermediária consegue manter os passageiros protegidos. Além disso, o buraco tem o papel menos essencial de garantir que as janelinhas não ficarão embaçadas por conta da diferença de temperatura do ar dentro e fora do avião – afinal, como você poderia tirar aquela foto linda durante o voo que o vidro estivesse embaçado?