Uma aeronave Boeing 777, da Emirates Airlines, pousou de maneira violenta no Aeroporto Internacional de Dubai na manhã desta quarta-feira (03). Como resultado, ocorreram algumas explosões no corpo do avião, principalmente no radome — a parte frontal, também conhecida como nariz.

Havia 300 pessoas dentro do Boeing: 282 passageiros e 18 membros da Emirates de 20 nacionalidades diferentes. Apesar das imagens que você vai ver nesta matéria serem impressionantes, felizmente, ninguém saiu gravemente ferido e as 300 pessoas foram capazes de escapar do Boeing — 13 sofreram queimaduras leves.

Por outro lado, infelizmente, um bombeiro perdeu a vida enquanto buscava salvar os passageiros e combater as chamas. O presidente da Emirates, Ahmed bin Saeed al-Maktoum, realizou uma coletiva de imprensa como tributo ao bombeiro.

De acordo com a BBC, o avião pousou de "barriga" no aeroporto. Assim que a aeronave parou, ela foi consumida por uma fumaça negra e, então, duas explosões. O Boeing vinha de Kerala, no sul da Índia.
Uma passageira ofereceu um relato para Reuters: "Enquanto estávamos pousando, havia fumaça saindo da cabine", disse Sharon Maryam Sharji. "As pessoas estavam gritando e tivemos uma batida muito forte. Nós saímos do avião pelo escorregador de emergência e, enquanto estávamos descendo, víamos o avião inteiro ser consumido pelo fogo".

A Emirates divulgou uma nota defendendo a equipe, piloto e copiloto, comentando que ambos possuem mais de 7 mil horas de experiência em voo.

A Emirates também forneceu números para pessoas preocupadas com a presença de amigos e familiares no voo conseguirem informações. Os números são os seguintes:

  • UAE - 8002111 
  • UK - 00442034508853 
  • US - 0018113502081