A fabricante de softwares Native Instruments (NI) anunciou uma novidade providencial a produtores musicais. É que o formato Stem vai rodar também junto dos programas da empresa. Criado para atender demandas por parte de DJs amadores e profissionais, o “Stem” pode ser reproduzido por leitores comuns de MP4.

Quando submetido aos cuidados de programas especiais, porém, o arquivo pode ser separado em até quatro faixas. É que editores de áudio poderão mixar de forma individual as frequências do baixo, bateria, melodias e vocais às custas, agora, dos editores da NI.

A adição de efeitos de transição ou a modulação das músicas, por exemplo, sem voz, poderá ser feita sem que horas sejam perdidas junto de equalizadores. Este formato é de fato atrativo a editores, mas pouco útil a usuários regulares (por carregar consigo quatro faixas adicionais, o arquivo acaba sendo “pesado”).

Outra das novidades é a futura disponibilidade dos arquivos: as faixas no formato Stem serão vendidas pelas lojas online Beatport, Juno e Traxsource. Uma extensão gratuita aos usuários dos programas da Native Instruments vai possibilitar aos produtores a criação livre de músicas na nova extensão. Por ora, apenas uma atualização para o Traktor Pro 2 é que vai permitir a edição individual e descomplicada das faixas – aplicativos serão lançados em breve pela desenvolvedora a seus outros produtos.

Cupons de desconto TecMundo: