(Fonte da imagem: Reprodução/The WoS Experience)

Contando com 28 alto-falantes lançando cerca de 125 watts, o Wall of Sound original já seria considerado exagerado com um sistema estéreo doméstico, ainda mais como um dock para iPhones. No entanto, seus criadores não ficaram satisfeitos com o exagero anterior e voltaram com uma solução ainda maior e, segundo eles, melhor: o Wall of Sound 2.0.

O novo aparelho acrescenta 16 alto-falantes à conta, totalizando surpreendentes 44 alto-falantes e 2 subs, fornecendo mais decibéis do que qualquer aparelho da Apple ou de qualquer outra companhia vai precisar um dia. Controlado por meio de um app através de uma conexão Bluetooth, o Wall of Sound 2.0 é capaz de lançar impressionantes 8 mil watts de som.

Esse número é capaz de não apenas causar danos consideráveis à sua conta de eletricidade, mas também aos seus ouvidos. Por esse motivo, no topo do WoS 2.0 há um sensor na forma da cabeça de um macaco com olhos brilhantes. Se as luzes do símio estiverem azuis significa que você está ouvindo suas músicas em volumes aceitáveis, já quando estiverem vermelhas a perda de audição se torna iminente e o aparelho se desliga automaticamente em 5 minutos.

Chocante para o seu bolso

Obviamente, esse dock para iPhone obscenamente grande também conta com um preço igualmente obsceno. Quando estiver disponível nas lojas em fevereiro do ano que vem, o Wall of Sound 2.0 será vendido por US$ 6.900 (aproximadamente R$ 15.699), custo que não inclui um celular da Apple nem o tratamento auditivo de que seus donos provavelmente necessitarão em cerca de dez anos.

Cupons de desconto TecMundo: