A Antares, empresa que revolucionou a produção musical no final dos anos 90, volta a balançar o mercado. Depois de afinar as vozes de inúmeros vocalistas com o software Auto-Tune, a marca agora apresenta uma tecnologia capaz de autoafinar uma guitarra em tempo real enquanto o músico se apresenta no palco.

Na demonstração em vídeo, percebe-se claramente o quanto a guitarra desafinada consegue soar bem após o acionamento do sistema Anatares ATG-6. Através de captadores Seymour Duncan HEX, interface MIDI, pedais de controle e US$ 40 mil em uma aparelhagem embutida no corpo da guitarra, todas as notas parecem voltar magicamente ao seu devido lugar.

A tradicional fabricante Gibson já havia lançado uma guitarra que se autoafina, no final de 2007. Entretanto, a diferença da tecnologia ATG-6 é que ela é capaz de processar o sinal do instrumento em tempo real, sem interferência física (isto é, sem mexer nas tarraxas de afinação).

Cada uma das seis cordas é monitorada pela tecnologia Solid-Tune, cujo objetivo é realizar qualquer correção em notas ou acordes que saem um pouco do tom. Mesmo assim, graças à inteligência do sistema, funções manuais — como bends, slides e usos de alavanca — não têm sua execução prejudicada.

O projeto ainda contempla uma série de outros efeitos e simulações que podem estimular a criatividade dos músicos. No pacote, estão inclusas emulações de baixo e instrumentos de 12 cordas, além do acesso a uma infinidade de timbres e afinações apenas com o acionamento de um botão.

É importante frisar que a tecnologia não vai criar uma legião de guitarristas “falsos”. A correção da afinação funciona apenas como uma precaução avançada, que servirá para assegurar a tocabilidade do instrumento — a falta de técnica ou de domínio da guitarra não pode, por enquanto, ser compensada pelo sistema.

Cupons de desconto TecMundo: