A era dos notebooks híbridos, capazes de virar tablet e se tornarem equipamentos versáteis nas mãos do consumidor está apenas começando. Como toda novidade, é natural que as fabricantes busquem das mais variadas formas qual é a melhor maneira de oferecer essa combinação no produto final.

O ultrabook híbrido ASUS Taichi 21 é mais um exemplo dessa geração. O aparelho da empresa taiwanesa tem como principal diferencial o fato de ter duas telas, capazes de funcionar de forma simultânea, em sincronia ou independentes. O Tecmundo conferiu de perto mais um lançamento no mercado brasileiro e o resultado você confere agora na nossa análise.

ASUS Taichi 21: especificações

  • Sistema operacional: Windows 8
  • Tela: LED de 11,6 polegadas
  • Resolução: 1920x1080 pixels
  • Chipset: Intel QS77 Express
  • Processador: Intel Core i5 3317U de 1,7 GHz
  • GPU: Intel HD Graphics 4000
  • RAM: 4 GB DDR3
  • SSD: 128 GB
  • Entradas:
  • Peso: 1,25 kg
  • Bateria: autonomia de até 5 horas
  • Preço médio: R$ 5.000

Aprovado

Visual arrasador

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Uma das características em que a ASUS sempre se destaca com os seus produtos é o quesito design. Com o ASUS Taichi 21 não é diferente e a empresa entrega para o consumidor final um produto com acabamento de alta qualidade e um visual moderno e futurista.

A solução encontrada pela empresa para oferecer um notebook e um tablet em um mesmo produto foi a mais simples possível: incluir uma segunda tela no aparelho. Dessa forma, quando fechado, o Taichi 21 pode virar um tablet com tela de 11,6 polegadas.

Como a parte externa, a tampa do produto, é uma tela, a impressão que se tem é que o notebook possui um acabamento luxuoso em LED. O restante da carcaça do ultrabook é feita em aço escovado, resultando em um aspecto diferenciado para o produto.

Leve e flexível

Outra característica marcante no Taichi 21 é o seu peso. O conjunto todo tem apenas 1,25 quilo, pouco mais de 200 gramas em relação ao MacBook Air, uma das referencias da categoria. Carregá-lo na mochila ou levá-lo para qualquer lugar dentro do escritório ou de casa se torna uma tarefa simples e prática.

Teclado macio e com backlight

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

O teclado de um modelo compacto é sempre uma incógnita para o consumidor. Teclas pequenas podem dificultar a digitação mais rápida, enquanto teclas grandes demais podem fazer com que o trabalho se torne mais cansativo. Felizmente aqui a situação é bem diferente.

As teclas são macias e com espaçamento bastante regular, tornando a digitação bastante confortável. O modelo é retroiluminado para utilização em ambientes com pouca luminosidade. O touchpad é amplo e sua resposta aos comandos é rápida e segura.

4 modos diferentes de utilização

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

A versatilidade do ASUS Taichi 21 é certamente outro ponto positivo que deve conquistar o consumidor. Na prática o modelo pode ser utilizado de quatro formas distintas, aproveitando ao máximo o recurso de duas telas.

A primeira delas é como um ultrabook tradicional, sem tela touch. Esse, aliás, é o formato padrão. Como a parte de trás do produto revela outra tela, você pode fazer aqui mais duas combinações: espelhar o conteúdo do que você está digitando nas duas telas ou ainda fazer com que a tela traseira funcione de modo independente.

Dessa forma, você pode trabalhar, por exemplo, digitando um texto usando o teclado e, no verso, uma outra pessoa pode jogar algum game de Windows 8 por meio da tela touch. Por fim, ao fechar o ultrabook, você se vê diante de um tablet, podendo continuar seu trabalho iniciado no modo desktop usando apenas o toque na tela como controle.

Telas Full HD

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Alta qualidade de imagem é o que você verá em qualquer uma das duas telas do ASUS Taichi 21. Ambas têm resolução de 1920x1080 pixels, Full HD. O display LED conta com tecnologia IPS, que resulta em cores mais nítidas e precisas. O ângulo de visão é de 178 graus, praticamente um padrão nos portáteis da atualidade.

A tela da parte traseira do aparelho é sensível ao toque, permitindo o uso de até 10 dedos de forma simultânea. O tempo de resposta é preciso, não havendo atrasos em relação ao toque e ao aceite do comando.

Áudio

O sistema de áudio do Taichi 21 foi desenvolvido em parceria com a Bang & Olufsen ICEPower e segue os parâmetros da linha SonicMaster, de propriedade da empresa. O microfone interno possui sistema de supressão de ruídos e de cancelamento de eco acústico, o que garante comunicações mais claras.

Da mesma forma, os alto-falantes não deixam em nada a desejar, registrando graves e agudos com baixo nível de distorção mesmo em volume acima de 80%.

Desempenho

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Com um processador Intel Core i5 e 4 GB de RAM, o Taichi 21 é capaz de suportar qualquer tipo de atividade cotidiana como navegação na internet e uso de aplicativos para edição de texto. Executar vídeos em Full HD também não é um problema, de forma que dentro da sua proposta o aparelho cumpre muito bem o que promete.

Quando o assunto são os jogos, o modelo da ASUS deixa um pouco a desejar, afinal essa não é a sua proposta. Entretanto, jogos mais simples e que não requeiram tanto potencial gráfico podem ser executados em taxas aceitáveis de FPS. A rapidez de inicialização do sistema operacional, graças ao SSD, é outro ponto que merece destaque.

Reprovado

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Preço ainda é alto para o mercado brasileiro

Os ultrabooks estão aos poucos conquistando o seu espaço no mercado brasileiro, mas ainda têm no seu preço um fator que acaba pesando contra na hora da compra. Com o ASUS Taichi 21, infelizmente, a situação não é diferente. Ele está disponível no mercado nacional pelo preço médio de R$ 5 mil.

Se por um lado é natural que um produto com essas características custe um pouco mais, afinal você paga pela leveza e pela flexibilidade, por outro basta pesquisar um pouco para encontrar aparelhos com configurações similares com preços mais em conta.

Duração de bateria

(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Este é outro o ponto em que o modelo da ASUS poderia ter um desempenho melhor. Por ter duas telas, é natural que caso você utilize o aparelho com ambas ativas o consumo de energia seja maior. Entretanto, mesmo quando o uso é restrito a apenas uma tela, o tempo de duração da bateria dificilmente deve ultrapassar as 4 horas e 30 minutos.

Em nossos testes, com uso moderado de navegação e assistindo a vídeos eventualmente, a duração de bateria foi de 4 horas e 28 minutos. Em uso extremo esse número caiu para pouco mais de 3 horas e 35 minutos. Sem um equilíbrio entre mobilidade e duração de bateria, o consumidor acaba ficando em desvantagem.

Vale a pena?

Sem sombra de dúvidas, o ASUS Taichi 21 está entre os melhores portáteis já fabricados pela empresa taiwanesa. Entretanto, isso não significa que ele seja perfeito ou esteja isento de problemas. O design, que segue a linha desenvolvida pela ASUS, é um dos pontos que mais chamam a atenção.

A solução encontrada para reunir tablet e ultrabook em um só dispositivo é uma das mais simples possíveis e funciona de forma bastante eficiente e versátil. As teclas são macias, o desempenho de hardware faz com que o software rode sem maiores sobressaltos.

Contudo, um eterno vilão dos eletrônicos no mercado brasileiro aqui se faz presente: o Taichi 21 tem preço médio de R$ 5 mil nas lojas nacionais, o que acaba tornando a compra mais difícil, uma vez que mesmo entre ultrabook é possível encontrar aparelhos com configurações similares a um custo mais baixo.

Por fim, em nossos testes, a duração da bateria deixou um pouco a desejar. É bem verdade que, por conta das duas telas, há um consumo maior, mas mesmo com uma delas desativada a situação ainda fica abaixo do esperado. De qualquer forma, em linhas gerais, certamente o Taichi 21 é um produto que não deve decepcionar o consumidor que adquiri-lo.

Cupons de desconto TecMundo: