Após ganhar popularidade no mercado com o uso de processador fabricados pela Intel, a linha Zenfone pode passar a trabalhar em breve com hardwares produzidos pela Qualcomm. Quem afirmou isso é o CEO da ASUS, Jerry Chen, que também deu a entender que o Zenfone 3 deve adotar um leitor de impressões digitais.

Além disso, o executivo afirmou que a empresa vai passar a adotar um processo mais amigável na hora de nomear seus novos aparelhos. A partir de agora, qualquer número associado a um smartphone vai ter ligação direta com sua geração e não com seu tamanho de tela — algo que causa uma boa dose de confusão entre os consumidores.

A transição para processadores Qualcomm deve ocorrer inicialmente na linha de aparelhos de médio desempenho da fabricante, sendo que o Snapdragon 615 é a opção atual da companhia. No entanto, ele não deixou claro que se a transição deve ter resultados somente no Zenfone 3 ou na prometida versão aprimorada do Zenfone 2 que deve ser lançada ainda este ano.

Cupons de desconto TecMundo: