O mundo dos cegos é repleto de características que às vezes nem sequer conseguimos imaginar. Por exemplo,  ir a um museu e observar as pinturas e os quadros famosos é algo que eles não podem fazer do mesmo modo que nós. Com o intuito de abrir as possibilidades para os deficientes visuais e criar novas experiências para eles, os Estúdios Dudero (em Madrid), desenvolveram algo bastante único.

É algo semelhante ao que vemos nas impressoras 3D, porém as técnicas aplicadas aqui são um tanto diferentes. Réplicas de altíssimas resoluções das obras de arte são impressas em diferentes tamanhos, permitindo que vários tipos de relevos e texturas sejam aplicados ao material – possibilitando que os deficientes visuais possam tocar os desenhos das pinturas, percebendo-as com os próprios dedos.

Seis obras icônicas já foram produzidas pelos Estúdios Dudero e estão em exibição no Museu Prado de Madrid na coleção Hoy Toca el Padro. O processo químico de produção começa com a impressão em alta resolução da obra. Depois disso, as texturas e os volumes mais adequados são selecionados de acordo com o desenho para preencherem todo o espaço da imagem. Veja abaixo imagens dos quadros feitos pelos Estúdios Dudero:

Até os pequenos detalhes, que podem parecer insignificantes vistos por nós, são representados cuidadosamente para que as mãos dos deficientes visuais enxerguem toda a obra. Cada quadro leva aproximadamente 40 horas para ficar pronto, e depois disso mais processos químicos devem ser feitos para finalizar a superfície da tela. No Museu Prado, os cegos podem tocar as seis obras diferentes, e as pessoas podem utilizar vendas para também passarem pela experiência.

Cupons de desconto TecMundo: