Ted Lawson é um artista natural de Brooklyn que deu o seu sangue – literalmente – para criar uma incrível obra chamada "Ghost In The Machine". Com a ajuda de alguns equipamentos modificados e uma enfermeira, ele reproduziu um autorretrato utilizando seu sangue como tinta.

Mas essa ideia não veio do nada, pois tudo começou quando Lawson decidiu fazer um estudo com uma CNC milling machine (máquina de fresar) para entender como a sua incrível precisão poderia ser utilizada para desenhar. A partir de um teste com pincéis no braço mecânico, ele desenhou uma Lua perfeita e pensou: "Oh, isso pode ser muito legal para fazer com meu próprio sangue".

Dessa forma, ele pegou seu projeto e fez outra adaptação, trocando a tinta-padrão do pincel pelo seu sangue. Além disso, ele alterou o desenho por uma foto de si mesmo nu, que foi vetorizada e codificada pelo Rhino3D para que a máquina entendesse os comandos de movimento.

Dificuldades de textura

O sangue possui uma textura muito diferente das tintas comuns que se compra nas lojas, pois ela faz com que o papel fique completamente encharcado, além de ficar mais frágil. Para combater esse problema, ele utilizou uma mesa preparada a vácuo, que evita a evasão do líquido e também o rompimento do papel. No término, ele ainda utilizou um spray de acrílico para fixar a arte.

Preparação do sangue

Para que o seu sangue funcione como tinta, é preciso preparar o corpo antes. Com uma dieta de água e muito hambúrguer, ele consegue deixar o sangue perfeito e com a textura certa para iniciar seus desenhos.

Essa conclusão foi feita com base em diversos experimentos anteriores, já que Lawson havia utilizado isso em artes e também fez dois testes com o seu sangue na máquina antes do resultado final.

A quantidade de sangue utilizada é bem pequena, pois, de acordo com o artista, o sangue retirado durante as 3 horas é uma quantidade muito inferior à de uma bolsa de doação.

Confira também algumas imagens da obra “Ghost In The Machine”, que será exibida na exposição “The Map Is Not the Territory” a partir do dia 11 de setembro, em Nova York.

Cupons de desconto TecMundo: