Shockfossil: a arte criada por um acelerador de partículas

1 min de leitura
Imagem de: Shockfossil: a arte criada por um acelerador de partículas
Avatar do autor

Todd Johnson, um artista norte-americano apaixonado pela física, decidiu criar uma coleção de arte composta por fractais. Para conseguir as imagens, ele cobre placas de acrílico com chumbo com as imagens que devem aparecer nas pranchas; depois disso, as passa por um acelerador de partículas de milhões de volts, resultando nas “Figuras de Lichtenberg” — imagens produzidas por descargas elétricas — que você pode conferir na galeria abaixo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Shockfossil: a arte criada por um acelerador de partículas