Segundo os responsáveis pelo estúdio, as cores são definidas por suas sensações e as formas por suas ondas cerebrais

Um dispositivo criado pelo estúdio Random Quark é capaz de transformar suas memórias em arte abstrata, na forma de luzes, cores e formas. Ele lê seus padrões cerebrais da mesma forma que um aparelho de eletroencefalografia e passa as informações para um computador que, usando um algoritmo específico, processa os dados e os transforma em arte visual.

Segundo os responsáveis pelo estúdio, as cores são definidas por suas sensações e as formas por suas ondas cerebrais. O resultado são belíssimas imagens que refletem memórias, lembranças e todos os tipos de sensações que podemos ter. O tempo de captação de dados é de apenas 30 segundos.

Confira no vídeo como o processo funciona e qual é o resultado:

ÈB;