(Fonte da imagem: Reprodução/Gizmodo)

Antigamente, todos nós usávamos disquetes, que traziam a capacidade de armazenamento de 1,38 MB. Depois, foram os CD-ROMs e a possibilidade de guardar até 700 MB de arquivos. A chegada dos DVDs aumentou esse número para 4,7 GB (única camada).

Apesar de ainda não serem tão difundidos para a gravação caseira, Blu-Rays conseguiram levar o armazenamento de arquivos em mídias ópticas para o nível seguinte, com seus discos de 25 GB (ou 50 GB, caso seja mídia de duas camadas). Agora, o que você acha da ideia de um disco de 1 TB (equivalente a 1024 GB)?

Pois é exatamente isso que a Fujifilm pretende colocar nas lojas em 2015. A empresa japonesa anunciou o desenvolvimento de uma tecnologia que utiliza a absorção especial de dois fótons, que possibilita a fabricação de discos com até 20 camadas de 25 GB cada uma.

A Fujifilm ainda revelou que a fabricação desses novos “superdiscos” ainda seria mais barata do que a de discos Blu-Ray, o que pode mudar bastante a maneira como é realizado o armazenamento de arquivos nos próximos anos.

Os discos de 1 TB ainda estão em fase de desenvolvimento, mas a Fujifilm informou que, se tudo correr conforme o planejado, deve lançar as novas mídias em 2015, com as versões de 15 terabytes chegando às lojas pouco tempo depois.

Cupons de desconto TecMundo: