Aparentemente inspirados pelo projeto norte-americano cancelado da arma XM-29, os chineses desenvolveram o ZH-05, seu próprio armamento futurista combinando um rifle de assalto com um lançador de granadas “inteligente”. Localizado logo abaixo do cano das balas normais, o sistema de lançamento do permite que os soldados programem a distância dos alvos para que os projéteis explodam acima de suas cabeças.

Portado principalmente pelos fuzileiros navais e forças especiais do Exército de Libertação Popular (ELP) da China, o ZH-05 pesa menos de 5 kg quando está totalmente carregado com balas de 5,8 mm. No lugar de uma mira tradicional, o rifle conta com uma câmera digital integrada com o sistema óptico do capacete dos soldados.

O recurso mais impressionante da arma, no entanto, é seu lançador de granadas de 20 mm guiado por laser, que possui um alcance de cerca de 800 metros e pode causar explosões com um raio de mais de 7,5 metros. Os projéteis compatíveis com o equipamento vêm em três variações: rajada de ar antipessoal, “lata de bolinhas” (que serve como uma shotgun de longo alcance) e uma granada de impacto convencional.

Combate do futuro

Ao programar seus projéteis para que explodam a certa distância, os soldados podem atingir inimigos mesmo que eles se escondam em valas ou atrás de objetos – ou seja, o ZH-05 é capaz de tornar a velha tática de “tomar cobertura” quase obsoleta. Testes de campo da novidade revelaram que ela é 60% mais eficiente que lançadores tradicionais em combates urbanos.

Embora seu preço não tenha sido revelado, estima-se que a arma chinesa custe bem menos do que os US$ 34 mil estimados para cada unidade de sua contraparte norte-americana, o XM-29. O ZH-05 está sendo distribuído entre as tropas do ELP e já entrou em uso durante operações antipirataria nos arredores do Golfo de Áden, próximo à península arábica.

Cupons de desconto TecMundo: