(Fonte da imagem: Reprodução/Slashgear)

A ARM e a TSMC anunciaram nesta segunda-feira (23) que vão unir forças para produzir uma nova geração de chips 64-bits. A intenção da parceria é produzir processadores para smartphones, tablets, notebooks e desktops capazes de bater o poder dos produtos criados através da arquitetura x86, cuja principal representante é a Intel.

O acordo prevê uma melhoria substancial da arquitetura ARMv8 através da tecnologia de processamento FinFET, que deve diminuir o tempo de lançamento de novos dispositivos no mercado. A expectativa é que isso permita às empresas uma melhor exploração dos segmentos corporativos e de servidores, nos quais elas ainda não possuem muita representatividade.

“A arquitetura de 64-bits foi desenvolvida especificamente para permitir implementações eficientes no consumo de energia”, afirmou a ARM em uma declaração à imprensa. “O endereçamento de memória e o alto desempenho da tecnologia são necessários para permitir a computação empresarial e a infraestrutura de rede fundamentais para os mercados móveis e aqueles baseados na nuvem”, complementa a empresa.

Entre as companhias que já demonstraram interesse pela arquitetura estão a Dell e a HP, que anunciaram planos de criar servidores baseados na tecnologia. Além disso, organizações como a Samsung vão adotar a tecnologia em tablets equipados com o sistema operacional Windows RT, desenvolvido especificamente para a arquitetura ARM.

Fonte: Slashgear

Cupons de desconto TecMundo: