Entre os incontáveis estereótipos de conhecidos que podemos encontrar entre os nossos amigos das redes sociais de qualquer um, os dos “pais orgulhosos” é um dos mais fáceis de achar. Por mais que não se cansem de postar fotos e mais fotos de seus bebês na internet, esses casais muitas vezes também desejam algo mais permanente. Foi pensando nisso que o brasileiro Victor Sanches criou o aplicativo Babygram, feito para quem quer armazenar e revelar essas imagens.

A ideia surgiu quando ex-aluno de Design Gráfico da Universidade Veiga de Almeida se uniu a outros fundadores do projeto, Rafael Menezes, Guilherme Varela e Rafael Bacelar para criar um app que produzia livros online de bebês, chamado Dona Cegonha. Após realizar algumas entrevistas com usuários do aplicativo, a equipe notou o interesse do público por fotos impressas e a ficou sabendo da dificuldade que encontravam para revelar suas imagens.

Assim, o time resolveu criar o Babygram, facilitando tanto o armazenamento quanto a impressão das fotos, que são enviadas diretamente para o domicílio dos usuários. Uma vez que as fotos tiradas nos smartphones são enviadas para o serviço, elas são impressas em papel fotográfico de 10 por 15 cm e são entregues em até 10 dias. Além disso, o projeto armazena as imagens na nuvem, evitando que esses conteúdos se percam.

Experiência mágica

“Simplificamos a vida da mãe moderna, que deseja ver a timeline do filho, e não na tela do celular; que quer ver o tempo marcado nas marcas do papel de foto. Essa experiência parece mágica, e nós representamos algo muito maior do que revelar fotos, pois, quando você vê o Babygram, percebe que ali existe uma história que merece ser contada”, explica Sanches. Hoje, o app tem uma base de 20 mil usuários, que já revelaram mais de 140 mil fotos no total.

Disponível para Android e iOS, o Babygram já pode ser baixado para ambos os sistemas clicando respectivamente aqui ou aqui.

Cupons de desconto TecMundo: