A versão indiana do Uber, o app de taxis alternativos, recebeu recentemente uma atualização que busca aumentar a segurança de seus usuários contra motoristas perigosos ou mal-intencionados. Os novos recursos incluem a opção de compartilhar dados das corridas com até cinco contatos e um botão para emergências, que permite entrar em contato com a polícia.

Uma evolução da antiga opção ShareMyETA, a ferramenta “Send Status” permite que, após pedirem um carro, os usuários compartilhem informações da corrida com até cinco amigos predeterminados, incluindo detalhes como a foto do motorista, a placa do veículo e até mesmo rastreamento por GPS. Dessa forma, os contatos podem acompanhar a viagem em tempo real do começo ao fim, tudo isso sem a cobrança de mensagens SMS que existia antes.

Já o botão SOS, localizado no canto superior direito da tela, foi feito para permitir que os usuários contatem a polícia rapidamente em caso de emergências, precisando apenas apertá-lo e confirmar a ligação para pedir socorro. Os novos recursos estão disponíveis para usuários indianos do Android e devem chegar à versão do Uber para iOS em breve.

Ação e reação

A atitude vem após um incidente ocorrido na cidade de Deli no ano passado, em que um homem supostamente estuprou uma usuária do aplicativo. De acordo com estatísticas governamentais, 585 mulheres foram estupradas na cidade somente no ano de 2012 – número que deve ser considerado como a quantidade mínima de ocorrências, já que muitos casos não são reportados às autoridades.

Depois do suposto estupro, o Uber passou a ser alvo de críticas com relação à sua política de checagem do histórico de motoristas cadastrados e foi proibido de atuar Deli até que obtivesse uma licença exclusiva de empresas de taxi. Por enquanto, a atualização está sendo testada em todas as cidades indianas. A empresa responsável pelo aplicativo afirmou ter planos para implementar ainda mais recursos de seguranças “nos próximos meses”.

Cupons de desconto TecMundo: