Talvez você lembre que, no final do ano passado, surgiram notícias de que o Facebook havia tentado comprar o Snapchat por US$ 3 bilhões. A proposta foi recusada, e aparentemente há um motivo por trás disso: atualmente, a empresa teve seu valor de mercado avaliado em quase US$ 10 bilhões. As informações são do site do The Wall Street Journal. 

Com esse montante, ela pode se tornar uma das startups privadas de tecnologia mais valiosas do mercado, ainda que não gere receita alguma. Além disso, a popularidade do Snapchat certamente explica alguns investimentos recebidos recentemente – entre eles o da Kleiner Perkins, que injetou US$ 20 milhões na companhia. Foi informado ainda que outro investidor deve tomar parte nessa rodada de obtenção de fundos. 

No que diz respeito à geração de receita, esse cenário deve mudar com o lançamento do serviço Snapchat Discovery. Aguardado para novembro, ele permitirá que os usuários do aplicativo tenham acesso a artigos jornalísticos, vídeos, propagandas, clipes de TV e outros conteúdos, além de ser a primeira iniciativa da empresa para conseguir dinheiro de anunciantes. 

Histórico 

Criado por Evan Spiegel e Bobby Murphy em 2011, o Snapchat permite que pessoas mandem fotos, vídeos e mensagens que desaparecem automaticamente em no máximo 10 segundos depois que são enviados. Diariamente, 700 milhões de fotos e vídeos e 500 milhões de histórias são vistos no aplicativo.

Cupons de desconto TecMundo: