Em 2010, a Apple assinou um termo de licenciamento com a Liquidmetal Technologies para ter exclusividade no uso de metais produzidos pela companhia em aparelhos eletrônicos. O contrato mantinha as duas empresas ligadas uma à outra até fevereiro deste ano e, recentemente, foi divulgado um novo contrato que estende a parceria até fevereiro de 2015. Com isso, nenhuma outra companhia pode utilizar a tecnologia da Liquidmetal em aparelhos eletrônicos além da Maçã.

Entre as vantagens da liga metálica que a Liquidmetal produz estão a sua resistência a deformações, a riscos e a corrosão. Fora isso, o material é mais leve que qualquer outra liga metálica e, por isso, pode ter uma infinidade de aplicações no mercado de eletrônicos. Como a Maçã já gosta de utilizar metais no acabamento de muitos de seus produtos, uma solução mais forte e mais leve seria de grande interesse.

Só testes

De qualquer maneira, ainda não há gadgets inteiramente feitos nesse material. O que se sabe é que o metal ainda não está completamente pronto para fazer parte do acabamento de aparelhos manuseados o tempo todo, mas a Apple já fez um teste em larga escala com a tecnologia da Liquidmetal. As ferramentas para retirar as bandejas do chip SIM dos últimos iPhones têm sido produzidas com a liga metálica da companhia parceira e, até onde se tem notícia, isso não parece ter gerado muitos problemas.

Como a Apple licenciou o uso do material para apenas mais alguns meses, não imaginamos que o próximo iPhone, por exemplo, possa ter o acabamento feito nesse tipo de material.

Cupons de desconto TecMundo: