Apesar de ter suas funções limitadas quando não está no alcance do iPhone ao qual está conectado, aparentemente os sensores de medição cardíaca e o acelerômetro embutidos no Apple Watch ainda são suficientes para acompanhar os exercícios físicos de atletas.

Christy Turlington-Burns, porta-voz do Apple Watch, declarou em um post publicado no blog do smartwatch da Apple:

“Depois de correr algumas vezes com o iPhone e o Apple Watch, o aplicativo de exercícios aprende mais sobre o seu ritmo. Então você pode correr em uma esteira ou fora de casa sem o seu iPhone e ainda assim ter um sumário do treino bastante preciso.”

Isso quer dizer que o Apple Watch pode ser autossuficiente para registrar dados de exercícios, mesmo se você deixar o seu iPhone em casa. Isso é uma boa notícia para atletas que não gostam de carregar muitos dispositivos durante o treino.

O Apple Watch será lançado nos Estados Unidos no dia 24 de abril por preços a partir de US$ 350 (aproximadamente R$ 1.115).

Cupons de desconto TecMundo: