Não é mais possível ouvir músicas como Purple Rain ou Cream via Spotify e Apple Music. É que o artista norte-americano Prince removeu suas faixas dos populares serviços de streaming. No momento, somente Tidal, Google Play e Deezer é que disponibilizam as faixas do cantor em suas bibliotecas.

Quem tenta reproduzir as músicas de Pince lê a seguinte mensagem: “a editora de Prince solicitou a todos os serviços de streaming a remoção de seu catálogo”. Na página do cantor, o Spotify publicou: “cooperamos com o pedido e esperamos trazer a sua música de volta assim que possível”.

O motivo da remoção das faixas ainda é desconhecido; não se sabe também se as plataformas que atualmente listam as músicas de Prince vão continuar com as faixas em seu catálogo. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (02) pelo artista seguido -- curiosamente -- do lançamento de HARDROCKLOVER em seu canal no SoundCloud (ouça abaixo).

Esta não é a primeira intriga de Prince com distribuidoras de música. Depois de ter sido obrigado a usar a palavras “slave” em sua bochecha a mando da Warner Brothers, o cantor fundou seu próprio site para venda de faixas. “A internet está completamente acabada. Não vejo por que ceder minha nova música ao iTunes ou a qualquer pessoa. Eles não vão pagar um adiantamento, e ainda ficam bravos quando não conseguem [a licença para publicação da música]”, disse Prince em 2010.

Artistas de peso como Beyoncé, Rihanna, Kanye West, Madonna, Jack White e Daft Punk juntaram-se ao Tidal após o novo direcionamento que o serviço recebeu devido à compra da plataforma por US$ 56 milhões por Jay Z – esta ferramenta de streaming não possui opção gratuita de assinatura, mas apenas um período para testes de 30 dias.

Vale lembrar que a banda AC/DC e a cantora Taylor Swift também protagonizaram novelas junto do Apple Music. Mais informações acerca da decisão de Prince deverão ser disponibilizadas em breve.

Cupons de desconto TecMundo: