Teclado é apenas para fazer anotações (Fonte da imagem: Reprodução/App Store)

Depois de alguns anos fazendo sucesso na Google Play, o SwiftKey finamente deu o ar da graça na App Store do iOS. O problema é que o app, que é um teclado no Android, chegou ao iOS apenas como um ferramenta de anotações que, convenientemente, conta com um teclado desenvolvido pela SwiftKey.

Dessa maneira, esse teclado embutido possui o sistema de previsão inteligente do teclado comum que você tem no Android, porém tem uma aparência muito similar à que se vê no teclado-padrão do iOS. Mais uma coisa: o SwiftKey do iOS não tem o Flow.

Aí você diz: “Poxa vida, mas o Flow era o que a gente tanto esperava”. Para abrandar sua frustração, os desenvolvedores da ferramenta disseram que, caso haja interesse dos usuários do SwiftKey Note — o dito app da empresa na App Store —, poderá ser incluído o sistema de digitação por meio do deslizamento dos dedos na tela, assim como acontece no Android.

O problema é que, como a Apple não permite que seu SO seja personalizado por terceiros, muito dificilmente o SwiftKey tradicional chegará com todas as funcionalidades ao iOS, substituindo completamente o teclado-padrão do SO, por exemplo.

O feito aqui foi apenas um lançamento de um app de anotações que possui um teclado personalizado, coisa que o iOS permite. Ainda assim, você não poderá usar esse teclado para mandar SMS, escrever emails ou qualquer outra coisa fora do SwiftKey Note.

Segundo a descrição do app na App Store, não há também suporte para o português nesse teclado embutido. Ou seja, nem mesmo a previsão de texto deve funcionar por aqui. De resto, é possível fazer anotações rápidas, sincronizar seu conteúdo com o Evernote e armazenar as palavras personalizadas no SwiftKey Cloud, junto com o que você já tem feito em um aparelho Android.

Cupons de desconto TecMundo: