Sentindo que muitos consumidores estão abusando das políticas de devolução da App Store, alguns desenvolvedores estão tomando atitudes para lidar com o problema, após a recusa da Apple em ajudá-los. Segundo relata o Korea Times, muitas pessoas estão comprando conteúdos de jogos, pedindo a devolução de seu dinheiro à companhia da Maçã (que faz isso sem questionamentos) e continuando a usar os recursos comprados.

Os desenvolvedores afirmam que é difícil impedir essa prática devido ao fato de a Apple não liberar a identidade de quem pediu uma devolução. Com isso, se torna especialmente complicado bloquear o acesso ao conteúdo pago envolvido no processo. Com isso, não é incomum que empresas disponibilizem alguns de seus funcionários para fazer a verificação manual de quais consumidores são considerados legítimos.

Algumas companhias estão transformando isso em um serviço

A situação se torna ainda mais complicada quando levamos em consideração que algumas companhias estão transformando isso em um serviço, oferecendo itens com descontos e se dispondo a pedir uma devolução à Apple por conta própria. Entre as companhias que se dizem prejudicadas pela ação unilateral da companhia da Maçã estão nomes como Flint, Nexon e Longtu Korea.

A política de devolução da companhia é bastante contrastante com a da Google, que só dá o dinheiro de volta ao usuário uma vez por aplicativo — a empresa também impõe um prazo máximo de 2 horas após a compra para realizar essa ação. Embora os desenvolvedores prefiram essa solução, é improvável que a Apple mude suas políticas que foram aprovadas pela maioria dos consumidores.

Cupons de desconto TecMundo: