Hoje, a Verizon e a AOL confirmaram que estão em negociações avançadas e que restam apenas alguns detalhes legais para que a gigante das telecomunicações conclua a aquisição da AOL. De acordo com informações oficiais, o processo envolve um montante de US$ 4,4 bilhões e passa o controle da AOL e de suas subsidiárias para a Verizon — que deve ampliar seus negócios de uma maneira bem rápida.

Vale dizer que a AOL é muito mais do que a grande maioria das pessoas imagina — sendo bem mais influente do que uma empresa que distribui CDs com internet gratuita por períodos limitados. A AOL é dona de uma série de sistemas de anúncios digitais, sistemas de streaming de vídeos e também sites relacionados a conteúdos multimídia e tecnologia — como o TechCrunch e o Engadget. Junto a outros sites, esse portfólio gera cerca de US$ 600 milhões por ano para a AOL.

Mas o grande foco da Verizon — que hoje é a maior operadora de telefonia móvel dos Estados Unidos — está mesmo na aquisição dos serviços de streaming e anúncios direcionados. Com isso, a Verizon pretende deixar a T-Mobile para trás e partir para duelos mais pesados, tendo que agir para desafiar as gigantes da internet (Google e Facebook). Espera-se que a conclusão da transação ocorra entre junho e setembro.

O futuro da AOL

Quando todo o processo for concluído, Tim Armstrong (o atual CEO da AOL) continuará liderando a empresa no mercado. Em um comunicado interno para os funcionários, ele disse que “a decisão do acordo foi feita depois de um longo e pensativo período, sendo que ambas empresas veem significativas oportunidades para consumidores e serviços em formas bem diferenciadas e animadoras.”.

Cupons de desconto TecMundo: