Achou que você já era um otaku completo depois de ver os títulos que mostramos em nossa lista de filmes e de séries recentes de anime? Pois saiba que ainda há um longo caminho a seguir. Uma vez que os desenhos japoneses já têm umas boas décadas, ainda há um número gigantesco deles para recomendar aos nossos leitores, e vamos continuar com nossas sugestões em mais uma lista.

Como prometido, o foco da vez ficou para os títulos um pouco mais antigos. Não tão velhos quanto aqueles que muitos marmanjos acompanhavam na saudosa TV Manchete (esses vão ficar para outra lista), mas sim alguns que saíram na década passada e que ajudaram os animes a se tornarem a febre de hoje.

É claro, o disclaimer de antes continua: nosso objetivo aqui é recomendar séries aclamadas pela crítica, mas que não necessariamente são absurdamente conhecidas. Então não espere encontrar nada como Naruto, Bleach, One Piece, Fairy Tail, Doraemon por aqui.

ATENÇÃO: Alguns animes dessa lista possuem conteúdo inapropriado para menores, como violência extrema e nudez. Siga por sua própria conta e risco.

1- Chobits

Nº de episódios: 24 (1 temporada)

Para começar nossa lista, trazemos um título clássico feito pelo aclamado grupo CLAMP. Chobits conta a história de Motosuwa Hideki, um jovem pobretão do interior que se muda para uma Tóquio futurista onde cada pessoa possui seu próprio robô-computador humanoide – os assim chamados “Persocoms”.

Nosso protagonista, por sua vez, acaba por ter a chance de ter seu próprio robô quando encontra uma Persocom literalmente jogada no lixo: uma bela “garota” chamada Chii. O único problema? Ela simplesmente não possui informação alguma em seu armazenamento interno, obrigando Hideki a literalmente ensiná-la tudo, do significado de cada palavra ao funcionamento de cada objeto.

Com isso, a história de Chobits é uma jornada de aprendizado de nossos dois protagonistas. De um lado, Hideki entende mais sobre os Persocoms e das diferentes maneiras como os humanos se relacionam com seus robôs (interprete isso como preferir). Do outro, Chii literalmente aprende passo a passo sobre o mundo que há a sua volta – tudo isso enquanto tenta descobrir o mistério em torno de seus poderes sobre todas as outras máquinas ao seu redor.

Obviamente, esse não é um título para aqueles que só ligam para pancadaria ou que buscam tramas obscuras. Quem gosta de histórias de comédia e não tem problema com uma boa dose de fan service, porém, vai encontrar em Chobits uma aventura divertida e que, no fim das contas, pode fazer você repensar a maneira como vemos a tecnologia atualmente.

2- Code Geass: Hangyaku no Lelouch

Nº de episódios: 50 (2 temporadas)

Competindo com Fullmetal Alchemist: Brotherhood pelo título de melhor anime de todos os tempos na lista de muitos otakus, Code Geass: Hangyaku no Lelouch chama a atenção por sua combinação simplesmente curiosa. Isso porque, no lugar de apostar em um só gênero, o anime traz mechas, guerras futuristas, brigas cheias de ação (com humanos e com robôs gigantes), disputas psicológicas dignas de Death Note, guerras políticas, elementos místicos... E tudo isso acontecendo em um ambiente de escola clássica dos mangás.

A história de Code Geass se passa em uma versão da Terra levemente futurista, em que o império de Britannia, armado dos poderosos mechas KnightMare Frames, passou a dominar uma enorme parte do planeta através de guerras. Nosso protagonista Lelouch, por sua vez, é um ex-nobre desse império que tem como objetivo destruir Britannia e vingar a morte de sua família (o que não é exatamente fácil de fazer quando você é um simples jovem estudante).

Poucas batalhas de mechas são tão impressionantes do que ver os melhores KnightMare Frames de Code Geass caindo na porrada

Por sorte, Lelouch tem a chance de criar a revolução que tanto deseja quando uma garota misteriosa da a ele o Geass, um poder místico que permite a ele dar uma ordem irrecusável a uma pessoa com um único olhar. Assim, armado de sua enorme inteligência, nosso herói passa a liderar uma organização revolucionária em busca de derrubar Britannia – seja com o poder do Geass ou com seus dons de estrategista nas batalhas entre robôs.

Como resultado de tudo isso, Code Geass: Hangyaku no Lelouch é um daqueles animes que você vai querer assistir em uma sentada só, tamanho o número de reviravoltas e batalhas emocionantes que ocorrem na história.

3- D.Gray-Man

Caso você esteja se perguntando, esse cara aí na frente tem os dois braços - ele só transformou um deles nessa espada gigante que você vê na imagem.

Nº de episódios: 103 (4 temporadas)

De todos os animes da lista, D.Gray-Man tem a temática mais obscura. A história, passada em uma Terra alguns séculos no passado, gira em torno dos Exorcistas, um grupo dedicado a caçar demônios que se espalham pelo planeta. Para tal, esses guerreiros contam com as Innocences – relíquias divinas poderosas que podem ser usadas como armas contra essas criaturas.

Além de sua trama extremamente densa e cheia de muitas reviravoltas, D.Gray-Man se destaca por ser uma história que não tem dó de dar cabo de seus personagens. Isso porque, mesmo com essas tais armas divinas, os demônios sempre estão claramente em vantagem nessa guerra; logo, não é incomum ver um exorcista superpoderoso (ou até vários deles) virar carne moída quando frente a um novo inimigo.

Vale notar, aliás, que o anime de D.Gray-Man (bem como a própria série em mangá) ainda não acabou. Após anos de espera dos fãs, a série está finalmente voltando – agora com o nome de D.Gray-Man Hallow – com previsão de estreia ainda em 2016.

4- Death Note

Só a arte de Takeshi Obata já é mais do que suficiente para convencer um otaku a dar uma chance a Death Note.

Nº de episódios: 37 (2 temporadas)

Uma das maiores febres de todos os tempos no mundo otaku, Death Note praticamente dispensa apresentações. Afinal, convenhamos que até quem não é tão fã de animações japonesas já ouviu falar do anime do garoto que encontra um caderno capaz de matar as pessoas que tiverem seus nomes escritos em suas páginas, e que resolve usá-lo para matar todos os criminosos do mundo – tornando-se assim o assassino mais procurado do mundo.

Death Note não é famoso apenas por sua proposta, é claro. Diferente de praticamente todos os shonens, onde a porrada come solta, este anime aposta em disputas mais cerebrais: de um lado, a Polícia, com a ajuda do maior investigador do mundo, faz de tudo para encontrar e prender o assassino; do outro, nosso jovem justiceiro usa toda a sua inteligência para passar despercebido aos olhos da justiça.

O mais incrível de tudo em Death Note, no entanto, é que ele sempre sabe nos surpreender. A cada episódio, a “balança” entre ambos os lados da história muda drasticamente, graças a planos mirabolantes que simplesmente vão deixar você de queixo caído, tamanha a inteligência e criatividade de nossos protagonistas.

Como resultado, esse anime é simplesmente obrigatório para quem gosta de um bom suspense, porque você nunca vai saber exatamente o que está para acontecer na história.

5- Fullmetal Alchemist: Brotherhood

Personagens únicos, uma trama incrivelmente densa, um universo enorme e batalhas épicas; tudo isso é apenas uma pequena parte do que faz Fullmetal Alchemist impressionante.

Nº de episódios: 64 (1 temporada)

Considerado por muitos como o melhor shonen já feito na última década (empatando apenas com o já mencionado Code Geass), Fullmetal Alchemist: Brotherhood conta a história de um mundo onde a Alquimia reina. Com essa “ciência”, a humanidade se viu capaz de transformar os elementos da natureza a seu bel prazer, mas sempre respeitando a regra da troca equivalente: para criar algo novo, é preciso dar algo de mesmo valor.

Em meio a isso, o anime acompanha a jornada de Edward e Alphonse Elric, dois jovens irmãos que tentam realizar uma alquimia proibida para reviver sua falecida mãe. Uma vez que simples componentes químicos não são equivalentes a uma vida, ambos pagam caro por “brincarem de Deus”: Edward, o mais velho, perde seu braço e sua perna, enquanto Alphonse é literalmente desintegrado, tendo sua alma “presa” a uma velha armadura para poder existir.

Com isso, os irmãos partem em uma jornada com o objetivo de recuperar seus corpos. Fazer algo assim não é fácil, é claro: para tal, ambos terão que encontrar a lendária Pedra Filosofal – um item que permite a eles realizar a Alquimia sem a necessidade de pagar um preço.

Toda essa história, no entanto, é apenas o ponto de partida para algo muito maior. Com o avançar da trama, mais segredos sobre a Alquimia, bem como diversos mistérios sobre ela, surgem para tornar essa uma jornada para salvar o mundo de Amestris da destruição total.

Se animou pela história de Brotherhood? Pois isso não é nada. Além de sua ótima trama, a série conta com um enorme número de personagens incríveis, muitas cenas de ação impressionantes, uma animação de altíssima qualidade, pitadas essenciais de comédia e, acima de tudo, alguns dos momentos mais tocantes já vistos em qualquer anime. Quem já viu a série sabe que não estou exagerando.

É importante frisar, porém, um pequeno detalhe: Fullmetal Alchemist possui dois animes completamente diferentes um do outro. O primeiro deles leva exatamente o nome do mangá original, mas segue uma trama distinta; nossa recomendação, por sua vez, é apenas a série FM: Brotherhood, visto que ela é mais fiel e, diferente do que certa pessoa falou em nosso vídeo da outra lista, traz uma história muito melhor.

6- Ouran High School Host Club

Nº de episódios: 26 (1 temporada)

Passando dos animes cheios de ação e tramas densas, vamos agora para o anime que certamente é o mais descontraído da lista – e provavelmente com a trama mais estranha. Ouran High School Host Club conta a história de Haruhi Fujioka, nossa protagonista de vida modesta que acaba por conseguir uma bolsa de estudos no renomado Colégio Ouran, onde apenas os mais ricos de todo o Japão podem estudar.

É ali então que ela acaba por encontrar um clube de hosts (um emprego bastante comum no Japão em que pessoas são pagas literalmente para apenas conversar com seus clientes) formado pelos maiores clichês de animes mais belos estudantes homens da escola. Após um acidente que envolve a destruição de um vaso de milhões de ienes, Haruhi se vê obrigada a fazer parte do clube, disfarçando-se de garoto e trabalhando para pagar as dívidas.

Ok, a esse ponto muitos de nossos leitores podem já estar querendo passar longe da história proposta por Ouran High School Host Club. Mas acredite: o anime consegue ser divertido como poucos. Boa parte disso é resultado do choque de cultura entre Haruhi (uma enorme pobretona) e seus colegas multimilionários, que simplesmente se impressionam com a existência de coisas como comida congelada, café instantâneo e muitas outras.

Isso também quer dizer, é claro, que o anime é cheio de exageros, e alguns clichês que fariam os protagonistas de Free! ficarem com inveja. Assim como Chobits, esse é um daqueles animes feitos com o público feminino em mente, mas isso não quer dizer que qualquer otaku não possa tirar umas boas risadas em ver os absurdos que acontecem na história.

7- Gankutsuou: The Count of Monte Cristo

Pode parecer apenas mais uma arte promocional, mas isso poderia muito bem ter saído diretamente de uma cena do anime.

Nº de episódios: 24 (1 temporada)

Baseado no famoso livro de Alexandre Dumas, Gankutsuou é uma adaptação de O Conde de Monte Cristo que leva a famosa história de vingança de Edmond Dantès para um universo futurista do ano de 5053: nessa época, a tecnologia está presente em tudo, dando ao cenário uma ambientação quase mágica para o que é mostrado no drama.

Apesar da enorme licença poética, Gankutsuou segue com uma boa dose de fidelidade todos os principais eventos no livro. Ao mesmo tempo, porém, o anime traz alguns elementos únicos; é o caso, por exemplo, do ser que dá nome ao anime – a parte maligna que frequentemente questiona Edmond de suas ações, ao mesmo tempo em que o guia para sua trajetória de vingança.

Isso tudo é, sem dúvida, um ponto importante para tornar o anime digno de atenção. Mas o que faz dele simplesmente único é sua arte: a animação abusa de efeitos com modelos 3D e texturas vivas, seja nos cenários ou nos próprios personagens, que dão um visual diferente de qualquer outra série que você pode ter visto. Acha que estamos exagerando? Pois então basta ver o vídeo abaixo para mudar de ideia.

Pois é. A história do anime, para muitos, pode não ser exatamente chamativa por ser bastante conhecida. Mas só pela sua abordagem artística, Gankutsuou: The Count of Monte Cristo merece ser visto por qualquer um que esteja em busca de algo diferente para seus animes.

8- Suzumiya Haruhi no Yuutsu

Nº de episódios: 28 (1 temporada)

O que você faria se descobrisse que aquela sua estranha colega de classe é, na verdade, uma encarnação humana de Deus, capaz de mudar a realidade com um simples desejo, mas que ela mesma não sabe disso? Esse é o dilema no qual um jovem estudante chamado “Kyon” se vê em Suzumiya Haruhi no Yuutsu.

Nessa bizarra aventura, nosso protagonista – um simples estudante comum – é forçado a entrar no clube de nossa “Deusa” Suzumiya Haruhi, que tem como objetivo encontrar seres sobrenaturais como alienígenas, espers e viajantes do tempo. Mal sabe ela, no entanto, que o clube é composto exatamente por essas criaturas, e que todos estão ali exatamente por seus poderes, com o objetivo de impedir que um dia ruim da garota resulte no fim do mundo.

Com isso, o dia a dia dos membros do clube consiste em agradar os mais absurdos desejos de Haruhi, enquanto lidam com o resultado dos poderes dos quais a jovem nem mesmo está consciente. E assim temos situações absurdas como uma partida de um jogo de computador onde um dos estudantes (uma alienígena capaz de alterar a realidade, diga-se de passagem) faz os melhores profissionais em MOBAs e outros RTS ficarem com vergonha:

Isso, é claro, é apenas uma das situações divertidas resultantes da convivência de todos esses personagens únicos em um clube dos mais estranhos. Mas seja como for, é preciso respeitar um anime em que a protagonista é poderosa ao ponto de mudar a ordem de exibição dos episódios por puro capricho.

9- Tengen Toppa Gurren Lagann

Do que parece mais um simples shonen de robôs gigantes, Gurren Lagann mostra que é possível vencer qualquer obstáculo com força de vontade.

Nº de episódios: 27 (1 temporada)

Não podíamos fazer nossa lista, é claro, sem colocar um dos mais adorados animes de mechas da história. Tengen Toppa Gurren Lagann conta a história da Terra em um futuro longínquo em que a humanidade foi simplesmente devastada: após serem atacados por um exército de robôs gigantes que extermina qualquer pessoa que tocar a superfície, a única opção que restou a nós foi viver em pequenos povoados no subterrâneo.

Tudo muda, porém, quando um escavador chamado Simon encontra Lagann; um pequeno, mas extremamente poderoso robô capaz de criar brocas que perfuram mesmo o mais forte dos inimigos. Graças a isso, nosso protagonista, junto de seus amigos Kamina e Yoko, juntam-se em uma batalha para enfrentar o terrível LordGenome e seu exército.

Apesar da história simples, Tengen Toppa Gurren Lagann tem um desenvolvimento bastante interessante de sua trama e uma série de reviravoltas, bem como muitos momentos emocionantes e piadas para todos os lados que prometem várias risadas. Além disso, ele consegue demonstrar uma evolução de personagens como poucos animes, ao ponto de que você mal vai reconhecer os protagonistas ao fim da história.

Gurren Lagann também merece crédito por levar a aventura a escalas simplesmente absurdas. De batalhas entre humanos e robôs do tamanho de uma casa, a história evolui para brigas de proporções inacreditáveis. E o que queremos dizer com “proporções inacreditáveis”? Três palavras: “shurikens de galáxias”.

Se você gostou do anime, aliás, vale avisar que a série também ganhou dois filmes, que contam toda a história de maneira resumida, mas também adicionando algumas melhorias para a história. É o caso, por exemplo, da batalha final do anime, que consegue ser ainda mais épica do que no Gurren Lagann original. Seja lá como isso é possível.

10- Tiger & Bunny

Nº de episódios: 25 (1 temporada)

Você já pensou como seria viver em um mundo em que pessoas com superpoderes podem trabalhar como super-heróis – e até mesmo virarem celebridades por isso? É com essa proposta curiosa que surge Tiger & Bunny, um anime que conta a história de uma dupla de heróis profissionais e seu dia a dia combatendo o crime.

A ideia até aqui pode parecer bastante simples, mas é aí que entra a sacada genial da história: assim como ocorre na vida real com nossos principais atletas, os heróis profissionais desse mundo vivem com a ajuda de patrocínio de um milhão de marcas. Além disso, eles têm que participar de um show de TV em suas perseguições contra os vilões, com direito a fazer poses estilosas para os ataques e até mesmo competir para ser o melhor herói da temporada.

Junte essa ideia curiosa e engraçada a vários personagens interessantes com poderes únicos, uma animação de qualidade e uma trama descontraída e você tem um anime perfeito para quem está cansado daquela costumeira aventura de heróis clichê.

.....

Chegamos ao fim de mais uma lista de animes e obviamente ainda estamos apenas arranhando a superfície desse incrível mundo. Logo, pode ter certeza de que ainda temos muito mais matérias do universo otaku por vir; na próxima, inclusive, espere ver alguns títulos que já têm mais de duas décadas de existência.

Por fim, deixamos novamente a pergunta: que outros animes você acha que não podem faltar no repertório de um otaku? Dê suas sugestões nos comentários ou através de nosso fórum clicando logo abaixo. Com sorte, suas recomendações podem aparecer em nossa próxima lista.

Quais animes, na sua opinião, são obrigatórios de ver para qualquer otaku de verdade? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: