Android 3.0 Honeycomb

Fonte da imagem: reprodução/Android.com

Com a aproximação do lançamento do Android 3.0 (Honeycomb), a Google decidiu limitar o código-fonte do sistema para os parceiros OEMs. Isso porque a empresa está querendo reduzir a fragmentação que está acontecendo com a enorme quantidade de smartphones. A informação veio do DigiTimes, o qual afirma que não somente o Android 3.0 será padronizado, mas os chips ARM que serão usados para rodar o sistema também.

A BusinessWeek também confirmou que muitas companhias estão comentando que a Google agora insiste nas cláusulas de “não fragmentação”. Segundo a informação, a Google estaria limitando o acesso das fabricantes e regulando a quantidade de mudanças que as empresas podem fazer na interface, nos serviços e nos apps. Entre essas empresas estão até parceiras da Google.

Os reais motivos das padronizações ainda não foram revelados e, até o momento, a Google não se declarou quanto às informações. Entretanto, alguns sites sugerem que a empresa pode estar querendo seguir a linha de funcionamento da Microsoft, o que deve dificultar muito a característica open source do Android.

Novo ASUS Eee Pad Transformer

Fonte da imagem: reprodução/Slash Gear

O site Slash Gear teve acesso ao lançamento do ASUS Eee Pad Transformer e aproveitou a situação para conversar com um representante da fabricante sobre o assunto. A notícia relata que a Google ficou descontente com a personalização que a ASUS fez no app que mede o nível de bateria, o que aparentemente sugere uma alteração no código principal.

Além de todos esses pequenos detalhes, a Google parece ter ficado frustrada com as modificações de código que foram necessárias para o Facebook chegar ao Android, complementa a informação do site Slash Gear. Algumas alegações ainda sugerem que a empresa tentou atrasar o lançamento de alguns smarpthones da Verizon, os quais virão com o mecanismo de pesquisa Microsoft Bing como padrão.

Screenshot do novo Android 3.0

Fonte da imagem: divulgação/Android.com

Para finalizar, as novas políticas da Google afetaram até as gigantes LG, Toshiba e Samsung, o que mostra que a padronização deve ser adotada obrigatoriamente por todos. E, como se não bastasse, rumores sugerem que o Departamento de Justiça dos EUA recebeu reclamações sobre as regras da Google quanto ao Android. Enfim, esperemos por respostas oficias da Google.

Cupons de desconto TecMundo: