O famoso engenheiro da Google, Andy Rubin, demonstrou publicamente nesta segunda-feira a versão 5.0 do Google Maps for Mobile. O aplicativo agora conta com renderização de prédios em 3D, exige uma transferência de dados pela rede ce, vezes menor, orienta-se automaticamente e ainda funciona em modo offline.

Google Maps for Mobile 5.0 agora é em 3D.

Fonte: Android Community

A mudança mais significante foi a de passar ao aparelho o processamento dos mapas, e não transferir o conteúdo já processado através da internet como atualmente. Em vez de carregar novamente a textura sempre que o zoom for alterado, o aplicativo se encarrega de calcular as novas imagens. Além de reduzir o volume de dados baixados da rede, isso deve tornar os mapas mais leves e dinâmicos.

À medida que nos aproximamos da cidade, o Maps desenha os prédios em persperctiva. Podemos mudar a orientação do mapa e observar a altura dos edifícios com os recursos multitoque da tela ou deixar que ele recalcule a orientação automaticamente de acordo com a bússola do aparelho. Inicialmente, cem cidades contarão com o recurso 3D.

O aplicativo baixará e armazenará automaticamente no cache as informações dos mapas mais acessados pelo usuário em momentos de inatividade do smartphone. Isso deve reduzir problemas de queda do aplicativo devido à falta de conectividade, uma vez que esse recurso permite a localização até mesmo quando em modo offline.

Ainda não há uma data certa para o lançamento, mas Andy Rubin declarou que o aplicativo logo estará disponível gratuitamente. Google Maps for Mobile 5.0 é compatível com sistemas Android 1.6 ou superior e tela multitoque.

Cupons de desconto TecMundo: