Android

Fonte da imagem: Android

O Android é um sistema operacional que suporta a utilização multitarefa, ou seja, o usuário pode abrir vários aplicativos ao mesmo tempo em seu aparelho. Esta característica levou ao surgimento de apps chamados de task killers.

Eles são capazes de forçar o fechamento de todo e qualquer aplicativo que estiver aberto no Android, sendo possível, até mesmo, fazer isso de forma programada. Muitos usuários apelam para os task killers, como o Advanced Task Killer, por acreditar que sua função é capaz de economizar bateria e melhorar o desempenho do smartphone.

A discussão sobre este tipo de aplicativo cresceu nos últimos dias. Neste artigo, vamos ver qual é a verdadeira função dos task killers, mostrando os problemas que eles podem fazer e, também, em quais situações eles são realmente úteis.

Como funciona a multitarefa no Android?

O sistema operacional da Google tem um modo inteligente de gerenciar seus processos. Os aplicativos abertos por você ficam ao fundo para que você possa acessá-los novamente de forma mais rápida.

Android 2.1

No entanto, estes aplicativos que estão ao fundo, não consomem energia enquanto não estão sendo utilizados. E, se o seu aparelho estiver sobrecarregado, o próprio SO se encarrega de fechá-los, optando pelo aplicativo que estiver a mais tempo sem uso.

Ao contrário do que pensa a maioria dos usuários, estar com a memória RAM totalmente ocupada do Android não é a raiz dos problemas de lentidão e consumo de bateria, uma vez que, o responsável pelo funcionamento destes aplicativos, quando abertos, é o CPU e não a memória RAM.

Os task killers apresentam uma lista de aplicativos que está aberta onde você pode escolher aqueles que deseja desativar. Eles informam a memória RAM que está disponível no momento, mas não exibem nenhum valor referente ao uso do CPU.

Advanced Task Killer

Sendo assim, fechar aplicativos que estejam abertos usando task killers não resolve o problema de desempenho ou gasto de bateria, uma vez que o grande responsável por isso é o CPU e não a memória RAM que é liberada.

E qual o mal dos task killers?

Já vimos que os task killers não são exatamente úteis para melhorar o desempenho e a duração da bateria de seu smartphone. Mas fora isso, este tipo de aplicativo ainda pode trazer alguns pequenos problemas.

O task killer pode fazer com que algumas funções do aparelho não funcionem corretamente. O despertador, por exemplo, pode não tocar, pois ao ser finalizado, ele não reinicia sozinho. Além disso, é possível que mensagens não sejam recebidas e configurações de aplicativos sejam alteradas.

Advanced Task Killer      Advanced Task Killer

Forçar o fechamento de alguns aplicativos pode ocasionar, na verdade, em maior gasto de CPU e, por consequência, aumento do consumo de bateria. Isso acontece porque aplicativos que estavam quietos em seu canto, sem causar lentidão ou queda de desempenho, precisarão ser reiniciados.

Ao reiniciar apps, você pode gerar um consumo ainda maior do que simplesmente ativar aquele que estava rodando ao fundo. Sendo assim, o task killer pode gerar o efeito exatamente contrário ao que se propõe.

Muitos usuários podem afirmar que o task killer gera sim melhora no desempenho de seu aparelho. Isso ocorre porque, muitas vezes, você pode fechar um aplicativo que não estava funcionando corretamente, ocupando espaço indevido do CPU.

Esta é uma das funções para a qual você pode manter um task killer em seu aparelho: fechar aplicativos que não funcionem corretamente. Fora isso, não há necessidade para sua utilização. Mas lembre-se: mantenha a função automática desligada, para que nenhum app seja terminado sem que você queira.

Se você é usuário do Android da versão 2.2 Froyo, nem se preocupe com isso. O próprio SO possui um gerenciador de processos que é mais eficiente e substitui os task killers.

Android 2.2 Froyo

Existem alternativas

Mas, afinal, o que pode fazer um usuário Android para melhorar o desempenho de seu smartphone? Na hora de optar entre um simples task killer e um gerenciador, escolha a segunda opção.

O Watchdog Task Manager Lite é uma excelente saída: ele monitora a utilização do CPU, informando quando ele está sobrecarregado e permitindo que você feche o aplicativo que estiver prejudicando seu desempenho.  

Watchdog Task Manager Lite    Watchdog Task Manager Lite

Outra dica importante é sempre manter seus aplicativos bem gerenciados, desinstalando rapidamente aqueles que apresentarem problemas ou atrapalharem a performance do CPU do aparelho.

Dessa forma, você não precisa se preocupar com a utilização de task killers para melhorar seu smartphone Android. Estes aplicativos são muito menos úteis e eficazes do que aparentam ser e a melhor opção é não depender deles para usar seu telefone.

Cupons de desconto TecMundo: