(Fonte da imagem: Reprodução/Google)

No início de agosto passado, a Google lançou o Android Device Manager, serviço que permite o rastreio de celulares perdido e a tomada de ações emergenciais, como apagar todos os dados sensíveis do aparelho e que o usuário não gostaria que terceiros tivessem acesso.

Agora, o serviço foi atualizado com duas funcionalidades novas e que permitem soluções menos drásticas para a situação: bloqueio remoto do smartphone ou tablet por meio de uma senha numérica (PIN) e a possibilidade de alterar esse PIN pela internet.

Caso o proprietário do dispositivo já tenha configurado desbloqueio por reconhecimento facial ou outro método, o Android Device Manager vai subscrever essa configuração com a nova senha configurada online. Além disso, ao definir o novo PIN, a tela do gadget perdido ou roubado se apaga imediatamente e passa a solicitar o novo password para ser desbloqueada.

O smartphone ou tablet precisa estar conectado à internet para receber esse comando, seja via WiFi ou 3G/4G. Porém, caso o dispositivo esteja desconectado durante a mudança de senha pelo Android Device Manager, a configuração passa a ser efetivada assim que ele ficar online.

Cupons de desconto TecMundo: