O pai do CyanogenMod não gosta do TouchWiz. (Fonte da imagem: Reprodução/The Verge)

Pouca gente sabe, mas o fundador e principal desenvolvedor do CyanogenMod é engenheiro de software da Samsung. Ou melhor, era: Steve Kondik anunciou sua demissão da empresa coreana em um longo post em seu perfil no Google+.

Como discurso de despedida, Kondik comentou sobre o Galaxy S4 e também sobre a ROM personalizada da Samsung, a TouchWiz. Em relação ao novo smartphone da companhia, o engenheiro fez muitos elogios sobre as especificações e alguns dos novos recursos, como o Air View, Air Gestures e as novas tecnologias da câmera.

Porém, o TouchWiz, na opinião do engenheiro, parece que foi enviado “de alguns anos atrás, nos tempos do Android 2.2 Froyo” (lançado em março de 2010). Kondik não entrou em maiores detalhes, mas deixou claro que não gosta das pesadas modificações que a Samsung realiza no Android.

Novidades para o robô?

O fundador do CyanogenMod continou a trabalhar no desenvolvimento da mais famosa ROM do Android paralelamente ao seu trabalho na Samsung. Ele afirmou em seu post que pediu para sair da empresa coreana com o desejo de "fazer algo novo" e também disse que o tempo que passou lá foi "ótimo".

O que esperar de Kondik daqui para frente? É bem provável que o engenheiro apresente algum novo projeto em breve relacionado ao Android. O criador do CyanogenMod entrou na Samsung em agosto de 2011, afirmando que trabalharia para deixar o sistema do Robô ainda mais impressionante. A julgar por suas críticas à ROM, parece que ele não conseguiu.

Cupons de desconto TecMundo: