(Fonte da imagem: Talk Android)

O mercado de PCs vai entrar em colapso e os dispositivos com iOS e Android serão os substitutos dos computadores. Essas são as opiniões radicais do analista finlandês Horace Dediu, que tem reunido alguns fatos e números que ele considera ser as provas para comprovar tamanha mudança no mercado.

Segundo Dediu, a queda e ascensão da computação pessoal podem ser verificadas na relação de vendas entre PCs e Macs, e iPhones e dispositivos equipados com Android, tanto em unidades vendidas quanto em participação de mercado. Ele afirma que os smartphones estão sendo integrados no “espaço da computação pessoal” e que “estamos escrevendo neles, em vez de em nossos computadores”.  Suas opiniões foram publicadas no site Fudzilla.

Começou com o iPhone, vai terminar com o Android

Apesar da polêmica, ele admite que suas afirmações são extremas. Para Dediu, não há competição entre computadores e smartphones, mas o padrão histórico de vendas mostra dados que sustentam a substituição de um pelo outro. Desde 2007, quando a Apple introduziu o iPhone, as vendas de dispositivos que rodam sistemas móveis têm tirado grande parte das vendas de notebooks.

O analista incluiu os smartphones da empresa da Maçã em seus gráficos, mas ele acredita que os dispositivos com Android é que devem causar um efeito “matador” nas vendas dos PCs. Segundo informações levantadas por Dediu, 352,8 milhões de PCs foram vendidos em 2011. Para este ano, apenas a Samsung (uma das grandes fabricantes de smartphones equipados com Android) espera vender 150 milhões de dispositivos com o SO do robô.

Bons ventos a favor

Para a Fudzilla, os fatores econômicos negativos estão ajudando a impulsionar as vendas dos dispositivos móveis, por ser um investimento relativamente barato. Outros fatores que impulsionam suas vendas são a conectividade, o crescente número de serviços na nuvem e o fato de que os smartphones estão conseguindo atender muitas das necessidades que eram vistas apenas em computadores.

Cupons de desconto TecMundo: