Conforme era esperado, a Google aproveitou o evento I/O 2017 para discutir o futuro do sistema operacional Android. Um dos principais anúncios feitos por ela é que nesta quarta-feira (17) se inicia o Programa Beta do Android O para desenvolvedores interessados em trabalhar com a nova versão da plataforma.

Com lançamento programado para algum ponto do verão norte-americano (entre julho e setembro), o sistema operacional deve focar em oferecer experiências de uso fluidas. Entre as promessas da empresa para manter o sistema saudável está uma maior integração com suas soluções de inteligência artificial e aprendizado por máquinas.

O foco da companhia vão ser os 'pontos vitais' de um sistema operacional: bateria, segurança, tempo para iniciar e estabilidade

No entanto, o foco da companhia vão ser os “pontos vitais” de um sistema operacional: bateria, segurança, tempo para iniciar e estabilidade. Entre as novidades prometidas está o Google Play Protect, que deixa mais evidente quando os aplicativos que você possui foram analisados em busca de vírus e outras ameaças.

A empresa afirma que mudou muitos dos elementos centrais do Android, o que deve resultar em apps que abrem mais rapidamente e em um gerenciamento mais inteligente dos recursos usados por atividades em segundo plano. Isso deve se refletir tanto no desempenho do sistema quanto na quantidade de bateria que ele usa para funcionar.

Um sistema inteligente

Uma das novidades esperadas para o Android O é um sistema que mostra quando um aplicativo tem notificações pendentes e novos recursos de texto. Além de detectar com mais precisão quando você quer selecionar um elemento específico (como um número de telefone), o sistema promete oferecer atalhos rápidos para suas funções — esse número pode ser enviado diretamente ao discador, por exemplo.

A companhia também promete oferecer aos desenvolvedores o TensorFlow Lite, uma versão mais leve de seus sistemas de aprendizado por máquinas adaptado às restrições de um smartphone. Os desenvolvedores ganham mais liberdade na criação de apps, que agora podem mudar de forma para se adaptar a diferentes temas.

Além disso, o Android O deve trazer mudanças em seu código-base que permitem a distribuição mais rápida de atualizações a dispositivos compatíveis. Vale notar que, embora qualquer pessoa possa entrar no Beta para desenvolvedores, fazer isso implica ter que apagar totalmente os dados presentes no smartphone que vai servir como plataforma de testes.

Cupons de desconto TecMundo: