A Google se adiantou e anunciou nesta terça-feira (21) o lançamento da primeira versão para desenvolvedores do Android O — próxima versão do sistema operacional móvel da empresa.

Não, isso não significa que o seu smartphone vai ganhar uma atualização em breve. Na verdade, o "Android O" ainda nem tem um nome oficial, tirando o codinome com a letra. O que a Google fez (repetindo uma ação realizada com o Android Nougat) foi disponibilizar uma build para que desenvolvedores já comecem a testar a nova versão e iniciem os preparativos para a criação e a conversão de aplicativos.

Se você é um desenvolvedor ou apenas um usuário curioso, clique aqui para baixar e instalar a versão. Vale lembrar que, até o momento, ela está extremamente instável e não conta com todas as novidades que serão implementadas no sistema que chegará aos aparelhos do consumidor.

O que mudou?

Com o Android O, a Google continua preocupada com o tempo de vida da bateria do seu aparelho. Desta vez, a empresa está limitando automaticamente o que cada app consegue fazer no plano de fundo. Isso inclui transmissão, serviços e atualizações de localização — e desenvolvedores terão livre acesso a essas tarefas para fazer com que seus apps tenham o mínimo impacto possível no consumo de energia.

Outra novidade é a adição dos "Canais de notificação", que é um novo visual de separação por categorias dos avisos no topo da tela do seu aparelho. Assim, você pode controlar como cada tipo de aviso surge no seu smartphone — notícias aparecem com sinais sonoros e em destaque, enquanto avisos de redes sociais não disparam alarme, por exemplo — e até indicar quais apps estão em cada setor.

A nova separação de notificações

A Google também está facilitando o seu login com segurança em serviços dentro do Android. As APIs de autopreenchimento, utilizadas por gerenciadores de senha e outros apps, agora podem ser executadas dentro de serviços como navegadores e redes sociais.

Ícones do Android agora podem ser circulares, quadrados, com bordas arredondadas e por aí vai

Os ícones agora não precisam ter uma forma fixa, padrão. Com os novos "Ícones Adaptivos", o desenvolvedor pode ter atalhos com um visual bem variado, que se adapta às diferentes interfaces e skins do Android.

Mudanças nos bastidores

Foram adicionados ainda codecs para a reprodução de áudio de alta qualidade via Bluetooth e para a comunicação de dispositivos via WiFi mesmo que não haja a conexão com um ponto de acesso — um recurso que só funcionará com determinados hardwares e ainda será explicado pela empresa.

Os Chromebooks e demais dispositivos com Chrome OS serão beneficiados no Android O

Os Chromebooks e demais dispositivos com Chrome OS serão beneficiados com uma maior integração com teclados, incluindo a navegação pelas setas direcionais e a tecla "Tab". Outras otimizações mais específicas para desenvolvedores relacionadas com WebView, Java 8 e diversas APIs populares foram adicionadas, e ainda mais devem surgir nas próximas prévias.

Outro recurso iniciado no Nougat foi aprimorado: o picture-in-picture, que permite a você assistir a um vídeo enquanto realiza outra ação no aparelho, seja com telas paralelas ou um player flutuante. Serviços como o YouTube devem se beneficiar bastante desse recurso, agora de forma otimizada.

Para baixar o Developer Preview 1, você precisa ter um dos seguintes aparelhos: Nexus 5X, Nexus 6P, Nexus Player, Pixel C, Pixel ou Pixel XL.

Cupons de desconto TecMundo: