Não precisa ser um gênio para entender que o Waze, um dos mais populares aplicativos de navegação, e o Android Auto, um sistema operacional feito para consoles de carros, são uma bela combinação. Apesar disso, e do fato de a Google ser dona do Waze, o aplicativo nunca havia sido mencionado como parte do Auto. Até agora.

Em um recente evento da Google, Noam Bardin, chefe da companhia Waze, disse que, "obviamente", o aplicativo estará nos carros. E mais: pelas palavras de Di-Ann Eisnor, chefe de crescimento da empresa, o papel do app será mais integrado ao sistema do que um simples programa independente.

"O que me deixa entusiasmada sobre o futuro é o que os dados do carro podem fazer com os do nosso aplicativo", imagina. "Por exemplo, saberemos qual o nível de combustível e seremos capazes de dizer onde você pode conseguir a gasolina mais barata com o que sobrou no tanque", contou ao site Mashable.

"Saberemos quando os limpadores de para-brisa foram acionados e entenderemos se houve uma mudança de clima, pois esses dados são um importante fator de segurança", continuou. No entanto, Eisnor aponta que esse cenário está há alguns anos à frente, pois o foco agora é a experiência da parte principal do aplicativo.

Integração de dados

Além disso, funções como essa vão depender de as montadoras colocarem o Android Auto em seus veículos, já que as unidades independentes com o Auto não poderão acessar os sensores do carro. Por enquanto, não há nenhum veículo com o sistema operacional da Google de fábrica, mas a Gigante das Buscas já tem parcerias como empresas como Fiat, Ford, Volkswagen e outras 25 marcas.

A ideia de parear os dados tem um grande apelo, diz o Mashable. Recentemente, a Waze começou a formar parcerias com prefeituras, como a do Rio de Janeiro, a de Boston e a da Cidade do México, nas quais cada parte pode acessar os dados da outra de graça. Assim, a administração municipal pode informar bloqueios de tráfego em tempo real pelo aplicativo, enquanto a companhia pode reportar informações que visam enganar as autoridades de trânsito.

"Com o Android Auto, todos esses componentes – informação veicular, dados do aplicativo e a infraestrutura da cidade – podem, potencialmente, ser juntados de maneiras que não foram ainda imaginadas", escreve o site. Vamos ver o que o futuro nos reserva (e toma essa, CarPlay!)

Cupons de desconto TecMundo: