Houve um tempo em que os carros mais avançados eram os que possuíam computadores de bordo. Ao contrário do que o nome pode sugerir, eles não eram como PC comuns que poderiam ser utilizados para o lazer, mas painéis mais avançados — criados para mostrar informações sobre combustíveis, dizer se as portas estavam abertas e outras funções relativamente básicas.

Agora, esse tipo de computador passa a ser cada vez mais avançado, mostrando diversas possibilidades para os consumidores. Depois de a Apple mostrar o CarPlay, hoje (durante a Google I/O)foi a vez de a Google mostrar a sua versão de um sistema desse tipo: o Android Auto. Esse painel de controle avançado pode garantir uma série de recursos para os consumidores, integrando funções do carro a funções dos smartphones.

Existem três focos principais das novidades existentes no Android Auto. São elas: música, navegação e comunicação. Vamos explicar agora como funciona cada uma delas para que possamos saber exatamente o que esperar do sistema que deve começar a ser visto nos carros lançados até o final deste ano nos Estados Unidos. Sim, nós dissemos “até o final deste ano”!

Música

Assim como o Android presente nos smartphones, o Android Auto possui integração com muitos aplicativos criados especialmente para os apaixonados por música. É por meio desta integração que os consumidores vão poder controlar seus sons automotivos sem grandes dificuldades. Além de arquivos armazenados nos aparelhos e sincronizados via Bluetooth, também há arquivos que podem ser carregados por apps desse tipo.

Na lista mostrada hoje, estão Joyride, At Bat, Pandora, Spotify, Songza, iHeartRadio e diversos outros aplicativos de sucesso. Todos eles podem carregar músicas por streaming graças às conexões 3G e 4G existentes nos smartphones sincronizados ou também nos aparelhos de controle do Android Auto.

Navegação

É claro que o principal objetivo do Android Auto é tornar a direção automotiva mais fluida e simples. Por isso, a empresa investiu bastante em mudanças para fazer com que o sistema operacional mostre os mapas carregados pelo Google Maps (como um navegador GPS) da maneira mais interessante possível — havendo possibilidades de personalização para que cada usuário tenha as informações que mais desejar.

Entre essas personalizações está, inclusive, a demonstração de postos de combustíveis, hospitais e diversos outros pontos de interesse que possam ser encontrados. O mais legal é que nem é necessário digitar os endereços ou locais que o motorista deseja ir, pois ele pode acionar todas as buscas por comandos de voz — havendo ainda um botão no volante para ativar o assistente.

Comunicação

Como já dissemos, o Android Auto pode ser sincronizado rapidamente com smartphones. Dessa forma, os carros podem mostrar notificações de mensagens de texto diretamente na tela do navegador. Mais do que isso, o sistema automotivo pode também mostrar ler as mensagens para o motorista, dizendo exatamente o que foi recebido no SMS ou no Hangouts.

Se quiser, o motorista ainda pode utilizar o controle de voz do Android Auto para ditar uma mensagem de resposta. Dessa forma, é possível realizar leituras e composição de mensagens rapidamente e sem precisar nem sequer tocar nos aparelhos. Tudo isso garante mais segurança para os consumidores, que podem interagir com os smartphones sem tirar os olhos do trânsito.

Quando isso será visto?

Como dissemos no início deste texto, o Android Auto já poderá ser visto em veículos até o final deste ano — lembrando que estamos falando de modelos lançados no mercado dos Estados Unidos. Algumas das principais empresas fabricantes de carros e hardware automotivos fazem parte da iniciativa Open Auto Alliance — incluindo as montadoras Audi, Chevrolet, Fiat, Ford, Honda, Jeep, Kia, Renault, Suzuki, Volkswagen e Volvo — e podem mostrar novidades em breve.

No lado dos equipamentos, podemos destacar as empresas JVC Kenwood, Alpine, Panasonic, Pioneer e Parrot, que devem ser algumas das primeiras a apresentarem aparelhos equipados com o Android Auto para o mercado. Será que tudo isso será capaz de tirar o foco do mercado, que hoje está direcionado ao CarPlay da Apple? Façam suas apostas!

Cupons de desconto TecMundo: