A Anatel está planejando uma ação estratégica para limitar o uso de repetidores de sinal de celular no Brasil. A agência tem dados que apontam que mais de 90% das instalações de equipamentos desse tipo teriam sido feitas por empresas que não estão ligadas às operadoras de celular brasileiras. Teoricamente, elas são únicas companhias capacitadas para tal.

A preocupação da agência com essas instalações feitas por terceiros é a possibilidade de interferência no sinal de celular das próprias operadoras e também em outras faixas de frequência do espectro magnético, o que pode ser um verdadeiro problema, especialmente em grandes cidades.

Em elaboração

Essa ação estratégica ainda está sendo elaborada na agência, que percebeu a necessidade disso ao analisar um repetidor apreendido em uma sede do Serviço Nacional do Comércio. O aparelho em questão ampliava a potência do sinal em diferentes faixas de frequência, o que causava interferência. O plano de ação deve ficar pronto em até 60 dias.

Estima-se que, dos 25 mil equipamentos do tipo comercializados no país recentemente, apenas 1,5 mil tenham sido instalados pelas operadoras de celular. O restante pode estar gerando interferência por toda parte.

Cupons de desconto TecMundo: