O Brasil terminou o mês de julho com 19,088 milhões de acessos de TV paga, informou nesta segunda-feira (1º) a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). No mês, 29,18 de cada 100 domicílios tinham o serviço. Para a realização desse cálculo de densidade, a Anatel considera dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A mais elevada densidade foi registrada em julho no Distrito Federal, onde uma base de 495.895 assinantes resultou em um índice de 55,72 acessos para cada cem domicílios. O Estado de São Paulo terminou o período com a maior quantidade de assinantes — 7.315.035 —, resultando em densidade de 49,82 acessos para cada cem domicílios. A densidade mais baixa foi registrada no Piauí, estado com 74.728 assinantes da TV paga, o que representou 7,95 acessos a cada cem domicílios.

Por tipo de tecnologia, a liderança em julho foi obtida pelo Serviço de Distribuição de Sinais de Televisão e de Áudio por Assinatura Via Satélite (DTH), com 11.788.409 assinantes, ou seja, 61,76% de participação. Em segundo lugar ficou o Serviço de TV a Cabo (TVC), com 7.216.833 assinantes, representando 37,81% do mercado.

Na divisão por grupo econômico, a liderança ficou com a Telmex (Claro/Embratel/NET), com base de 10.177.145 assinantes, resultando em fatia de 53,32% do mercado. Em segundo lugar ficou Sky/DirecTV, com 5.616.642 acessos, ou 29,42% de mercado. A Oi ficou na terceira posição, com 918.395 assinantes, ou seja, 4,81% de participação.

Por Ayr Aliski - Brasília

Via Em Resumo

Cupons de desconto TecMundo: