Imagem de: Anatel quer adicionar 911 e 112 às chamadas de emergência no Brasil

Anatel quer adicionar 911 e 112 às chamadas de emergência no Brasil

1 min de leitura
Avatar do autor

(Fonte da imagem: Divulgação/Anatel)

Atualmente, o telefone que qualquer pessoa precisa utilizar para entrar em contato com o Batalhão de Polícia no Brasil é 190 — não importa de onde seja a pessoa que está realizando a ligação. Mas a Anatel quer modificar esse sistema, visando facilitar o acesso à segurança pública para turistas que estiverem viajando pelo Brasil. E para isso, seria necessário apenas adicionar dois telefones ao sistema.

Os códigos 911 e 112 são os números utilizados para as chamadas de emergência nos Estados Unidos e na Europa, respectivamente. Como os próximos anos serão marcados pelo grande volume de turistas por aqui (por ocasião da Copa do Mundo de Futebol de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016), a Anatel pretende permitir que essas pessoas tenham acesso facilitado aos órgãos de segurança pública (não precisando do 190).

Ainda não é claro se as alterações seriam válidas apenas para chamadas oriundas de telefones móveis. Segundo o G1, a proposta está disponível para consulta pública e pode receber contribuições da sociedade até a próxima semana. Mas esse prazo ainda pode ser prorrogado e qualquer pessoa pode contribuir para que o projeto fique melhor.

Localização facilitada

Outra proposta da Anatel diz respeito à localização dos aparelhos que enviam chamadas de emergência. A Agência Nacional de Telecomunicações pretende fazer com que as operadoras informem aos serviços policiais de que local estão sendo originadas as ligações — facilitando a localização de possíveis emergências e também a inibição de chamadas falsas que também podem ocorrer.

Espera-se que a precisão nas localizações fique entre 60 e 300 metros — tendo ao menos 95% de taxa de acertos. Um grande benefício desse sistema de localização estaria no direcionamento das chamadas de emergência. As operadoras poderiam identificar a proximidade dos usuários com diferentes antenas para enviar as chamadas às centrais policiais mais próximas. Essa proposta também está em fase de análise pública.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Anatel quer adicionar 911 e 112 às chamadas de emergência no Brasil