Por meio de um documento oficial publicado na última sexta-feira (9), a Anatel autorizou as operadoras de telefonia fixa a aumentar as tarifas de serviço cobradas de seus clientes. Os novos valores dizem respeito a todos os tipos de ligação, incluindo chamadas com cobrança diferenciada, normal, reduzida ou super-reduzida. Os custos mínimos da habilitação residencial, assinatura e mudanças de endereço, entre outras coisas, também foram alterados.

O texto publicado no Diário Oficial da União indica percentagens específicas de aumento para cada uma das operadoras. Segundo o documento, a Vivo Telefônica pode subir o preço das ligações em até 2,278%, a Oi pode chegar a 2,957% de acréscimo, a Sercomtel em 2.939% e a Algar em até 2,224%. Cada uma das companhias fica obrigada a divulgar o reajuste publicamente com pelo menos dois dias de antecedência à sua aplicação.

Com um número de usuários que já vem se reduzindo de forma gradual ao longo dos meses, é possível que haja uma aceleração na migração do público para planos móveis, que contam com apps de mensagem e ligações via web. Isso, no entanto, também pode ser afetado pela questão do limite da banda larga fixa, que se aprovado restringiria o uso de WiFi como substituto mais barato para as ligações telefônicas.

Cupons de desconto TecMundo: