Nem todo mundo precisa ter um smartphone no bolso para suprir as suas necessidades. É grande a parcela de consumidores que precisa apenas de um produto funcional, capaz de fazer e receber ligações, enviar mensagens de texto e eventualmente acessar serviços como o Twitter, o Facebook e o WhatsApp.

Para esse público, uma das opções disponíveis no mercado brasileiro desde o início do mês de abril é o Nokia Asha 500. O modelo conta com tela de 2,8 polegadas, possui câmera traseira de 2 megapixels, para fotos e vídeos, e pode ser encontrado por preços que variam entre R$ 259 e R$ 299.

Será que vale a pena investir o seu dinheiro no mais novo lançamento da linha Asha? Nossas impressões sobre o celular são o que você confere agora nesta análise.

Design

Pesando pouco mais de 100 gramas, o Asha 500 tem um formato retangular, com laterais retas e cantos bem definidos. A parte traseira, que é removível, parece estar envolvida por uma capa de plástico. Ainda no verso, um botão permite que o usuário remova a tampa com facilidade.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Dentro de sua categoria, o modelo é leve e prático e traduz simplicidade. Entretanto, os cantos pontudos podem incomodar um pouco quando o aparelho é colocado no bolso. O visual do Asha 500 faz com que ele se pareça em um primeiro momento com um MP3 Player e não com um celular.

Tela

Levando-se em consideração que estamos falando de uma tela TFT, não há como cobrar uma precisão excelente no que diz respeito ao tempo de resposta dos toques na tela. Entretanto, é preciso ressaltar que, durante os nossos testes, em nenhum momento ela se mostrou um empecilho para usar o produto.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

A tela de 2,8 polegadas possui um nível baixo de brilho, mesmo quando configurado em 100%. Porém, vale lembrar que o aparelho não é feito para execução de jogos, vídeos ou recursos que requeiram alta resolução. Por conta disso, seu hardware é mais do que suficiente nesse caso.

Desempenho

Aqui é onde reside o maior dos problemas do Asha 500. Como mencionamos anteriormente, ele é compatível com softwares como o Twitter, o Facebook e o WhatsApp. Porém, utilizá-los de forma rápida não é tão simples assim. Com exceção do WhatsApp, no caso do Facebook e do Twitter é preciso esperar até um minuto para que a seja possível carregar uma tela.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Em nossos testes em um ambiente com WiFi, foi complicado usar de forma satisfatória recursos que exigissem conexão. Entretanto, o aparelho revelou algumas surpresas interessantes. Você sabia que é possível jogar Assassin’s Creed 3 com ele? Ou que tal se divertir com Asphalt 6: Adrenaline?

Obviamente estamos falando de versões extremamente simples e muito modificadas, desenvolvidas em Java, mas completamente gratuitas. Por meio da loja da Nokia é possível comprar outros aplicativos e jogos e os preços dos apps variam entre R$ 0,99 e R$ 5,99.

Câmera

A câmera do Asha 500 tem resolução de 2 megapixels. Com isso, você já pode imaginar que ela é apenas funcional e nada mais. Entretanto, dentro da proposta do aparelho e de sua faixa de preço, o fato de ela também gravar vídeos simples é outro ponto positivo.

Foto tirada com a câmera do Nokia Asha 500. (Fonte da imagem: Tecmundo)

A qualidade não é das melhores. Os sensores deixam passar muitos ruídos na imagem e em ambientes pouco iluminados você praticamente não verá nada na foto. Porém, em fotos tiradas à luz do dia, o resultado até que é aceitável e ao menos você poderá eternizar os seus momentos.

Duração de bateria

Segundo informações divulgadas pela Nokia, a bateria do Asha 500 é capaz de aguentar 46 horas de reprodução de música, 9,5 horas de reprodução de vídeo e até 19 horas de navegação via rede WiFi.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Na prática, pudemos comprovar a eficácia do aparelho para navegação em rede WiFi e reprodução de música. Foram 14 horas de navegação na internet, com muito sufoco por conta da lentidão de carregamento. Já para reprodução de música, o aparelho se mostra um bom player de áudio, aguentando tranquilamente mais de um dia e meio de uso sem a necessidade de recarga.

Vale a pena?

O que você espera de um celular que custa pouco mais de R$ 250? Se a sua resposta for fazer e receber ligações, enviar mensagens de texto e eventualmente tirar fotos, saiba que o Asha 500 cumpre o que promete. Alguns jogos em Java, como Assassin’s Creed 3, são um bônus para quem quer ter acesso a alguma diversão.

Embora seja possível, na prática encontramos muitas dificuldades para navegar pela internet ou mesmo acessar as redes sociais Facebook e Twitter. Se você consegue viver sem acesso à internet via celular ou está em busca de um aparelho mais simples, é possível apontar algumas qualidades no produto.

A bateria de longa duração acaba fazendo com que o celular se torne um bom companheiro para ouvir músicas, seja via arquivos MP3 ou Rádio FM. Já a câmera pode quebrar um galho em muitas ocasiões, mas não espere nada que vá além do básico.

A faixa de preço, entretanto, poderia ser um pouco mais baixa, uma vez que dentro desse valor médio – entre R$ 259 e R$ 299 –, é possível encontrar alguns poucos modelos com Android, em especial aqueles um pouco mais antigos. Ainda assim, para quem dispensa o acesso à internet como ferramenta essencial em um celular, é possível se virar muito bem com um Asha 500 em mãos.

O celular Asha 500 Dual SIM foi cedido por empréstimo pela Nokia para a realização desta análise.

Cupons de desconto TecMundo: