Os drones já são uma realidade entre os apaixonados por tecnologia. Leves e fáceis de serem controlados, os modelos da Parrot saíram na frente neste mercado e hoje estão entre os mais populares do gênero.

O Tecmundo testou dois modelos: o AR Drone 2.0 Power Edition e o AR Drone 2.0 Elite Edition. Nossas impressões sobre esses brinquedos divertidos são o que você confere agora.

Conheça os modelos

O modelo AR Drone 2.0 Power Edition é o mais completo da linha de produtos da empresa. A caixa traz três pacotes de hélices, carregadores de bateria e duas carcaças feitas em isopor. Uma delas é mais ampla, com círculos protegendo as hélices. A outra é mais compacta e protege apenas a bateria.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

O modelo Power Edition conta com duas baterias de 1.500 mAh. Cada um delas garante autonomia de voo de pelo menos 18 minutos. Já na caixa do AR Drone 2.0 Elite Edition, não estão disponíveis a bateria extra e nem as caixas com hélices.

No Brasil, o AR Drone 2.0 Power Edition custa cerca de R$ 2.200. Já a versão mais simples, o modelo AR Drone 2.0 Elite Edition, custa aproximadamente R$ 1.900. Nos EUA os preços variam entre US$ 350 e US$ 400.

Montando o seu drone e começando a voar

Os AR Drone da Parrot podem ser controlados via smartphone ou tablet. Para isso, é preciso baixar o aplicativo AR FreeFlight, disponível gratuitamente para Android e iOS. Os drones contam com uma rede WiFi própria e tudo o que você precisa fazer é se conectar a ela. Depois disso, basta conectar a bateria no drone e fixar a sua carcaça. Você já está pronto para voar.

Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo)

Os dois modelos de drone contam com uma câmera embutida com capacidade de filmar em resolução HD. Os vídeos podem gravados com ele podem ser armazenados em um pendrive, conectado no próprio drone, ou no smartphone ou tablet. Há opções ainda para compartilhar os vídeos diretamente no YouTube. Os controles do drone são feitos na tela do smartphone ou tablet.

Estabilidade e distância de voo

Como já mencionamos, os comandos do drone são bastante sensíveis e, em ambientes abertos, há ainda a o fator vento para influenciar na trajetória. Entretanto, é possível afirmar que os controles são eficientes, a ponto de garantir a sua segurança e daqueles que estão à sua volta.

O raio de alcance dos drones é basicamente o mesmo suportado pelo WiFi, cerca de 50 a 60 metros de distância da base, seja para cima ou para os lados. No caso da altura temos um fator curioso, uma vez que o vento pode fazer com que essa distância seja “travada” em determinada altitude por medidas de segurança. Nas configurações, é possível pré-definir distâncias máximas de alcance, o que garante maior segurança.

Partes sensíveis

Embora a construção do produto seja feita em isopor revestido com uma camada plástica em alguns pontos, tenha em mente que será inevitável que aconteçam eventuais quedas ou pousos desajeitados. Em alguns casos, você perceberá que o isopor do quadricóptero pode apresentar algumas rachaduras.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Todas as peças são facilmente substituíveis, mas isso não significa que elas sejam necessariamente baratas. Cada skin, a carcaça do aparelho, pode ser encontrada em sites internacionais por preços que variam entre US$ 11 e US$ 30 – o equivalente a algo entre R$ 30 e R$ 80.

Qualidade de imagem

A versão 2.0 dos drones da Parrot conta com câmera HD, e o resultado das filmagens pode ser gravado diretamente no smartphone ou em um pendrive, que pode ser acoplado ao produto. A qualidade é satisfatória dentro da proposta do produto, mas não espere imagens extremamente nítidas, até mesmo por conta dos constantes balanços que o aparelho faz quando está no ar.

Contudo, como você pode conferir na nossa videoanálise, é possível fazer belas imagens do alto de parques e áreas de campo aberto, como foi o caso do nosso sobrevoo sobre o Jardim Botânico, em Curitiba.

(Fonte da imagem: Tecmundo)

Vale a pena?

É inegável que brincar com o AR Drone 2.0 da Parrot é extremamente divertido. Fazer manobras radicais e ainda poder capturar as imagens em vídeos é, sem dúvida, uma diversão com a qual você poderia passar longas horas sem se entediar. Entretanto, infelizmente a duração de bateria ainda é um fator limitador.

Por conta da baixa duração – apenas 36 minutos –, invariavelmente você terá que voltar para casa para recarregá-las rapidamente, ficando com aquela sensação de “quero me divertir um pouco mais”. A integração entre o software baixado no smartphone e o hardware do produto é perfeita, sem travamentos e com um bom tempo de resposta.

A brincadeira, porém, não é das mais baratas – o investimento gira em torno de R$ 2 mil. Contudo, ainda assim, caso você tenha condições de investir na diversão com drones, certamente os modelos da Parrot estão entre as melhores opções a serem consideradas.

Os drones AR Drone 2.0 Elite Edition e AR Drone 2.0 Power Edition foram cedidos por empréstimo pela Go Hobby para a realização desta análise.

Cupons de desconto TecMundo: