A Positivo evoluiu muito nos últimos anos e parece que a fabricante brasileira está disposta a investir pesado em sua linha de smartphones. Ano passado, a empresa anunciou a chegada de novos modelos para a série Ypy.

Recentemente, a companhia nos enviou o modelo Ypy S450 para realizarmos uma análise e conferirmos as novidades que a empresa preparou. Este celular tem configurações razoáveis, sendo um dispositivo que pretende concorrer com smartphones de preços intermediários.

Apesar de parecer modesto, este smartphone vem com tela generosa, suporte para dois chips SIM, rádio FM e Android atualizado. Será que ele tem o poder necessário para ser seu companheiro no dia a dia? Vamos conferir isso abaixo, mas antes vale verificar as especificações e os resultados de benchmark do produto.

Especificações

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Resultados de benchmark

Basemark X (On-Screen)

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

3D Mark (Ice Storm normal)

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Vellamo

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Aprovado

Design surpreendente

Quando falamos em marcas brasileiras, muitas pessoas têm certo preconceito e sem pegar um produto em mãos falam que se trata de um dispositivo de baixa qualidade ou que não atende aos padrões de beleza. No caso deste Positivo, a história é diferente. O visual do Ypy S450 é impressionante, ainda mais para um aparelho de preço baixo.

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

O design lembra um pouco o BlackBerry Z10, mas há diferenças nas curvas, no posicionamento dos botões e nos materiais utilizados. O acabamento é excelente e podemos notar a alta qualidade de construção na carcaça que passa a sensação de segurança. A tampa do produto é de um material emborrachado que garante aderência e evita marcas de dedos.

Android atualizado

É claro que por não se tratar de um produto Google, este smartphone não vem com o Android KitKat. Todavia, a Positivo oferece a versão Jelly Bean (4.2) para seus consumidores, garantindo compatibilidade com os principais apps e desempenho caprichado.

Esta não é a atualização mais recente do Jelly Bean, mas, considerando que poucas fabricantes disponibilizaram a versão 4.3, podemos dizer que a Positivo está mantendo seus produtos dentro do aceitável, oferecendo um sistema bem recente e bons recursos.

Vale notar que, diferente de algumas concorrentes, a fabricante optou por oferecer o sistema em sua versão pura. Evidentemente, há algumas modificações e truques próprios, mas não há uma interface própria que cause impacto no software da Google.

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

A Positivo resolveu colocar alguns temas bem básicos (que apenas mudam cores em alguns locais da interface), acrescentar atalhos e funções simplificadas (como a opção de reiniciar, programar o dispositivo para ligar automaticamente e os perfis de áudio) e adicionar seus próprios wallpapers.

Tela grande e dual chip

Smartphones com tela pequena já não têm tanta popularidade como antigamente, por isso a Positivo optou por uma tela de 4 polegadas. O tamanho é ideal para aproveitar jogos, navegar nas redes sociais e assistir a vídeos. A resolução da tela é aceitável e garante imagens de boa qualidade. O display tem bons níveis de brilho e contraste.

A presença de rádio FM e dual chip são características importantes do produto, pois esses recursos são muito requisitados por diversos consumidores. A instalação dos SIM cards é descomplicada, graças à tampa que é de fácil remoção. Há um campo específico nas configurações para gerenciar os chips.

Usando a bateria de forma inteligente

A bateria é um ponto forte do produto. Ao reproduzirmos vídeos no YouTube, o Ypy S450 conseguiu gerenciar a energia de forma inteligente, garantindo até 6 horas de reprodução contínua de vídeos na web.

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

É evidente que o tempo de bateria varia conforme as atividades realizadas. Caso você não use muitos apps multimídia e jogos, a bateria pode facilmente aguentar dois ou três dias. O uso excessivo para chamadas, ainda mais considerando a instalação de dois chips, pode reduzir esse tempo drasticamente. De qualquer forma, o smartphone gerencia bem a energia.

Reprovado

Desempenho abaixo do esperado

Nem sempre um hardware poderoso é sinônimo de alto desempenho. No caso do Ypy S450, isso é uma grande verdade. Ainda que não seja o componente mais avançado do mercado, normalmente um chip de dois núcleos é capaz de rodar o Android sem dificuldades.

Acontece que este processador parece ser um modelo próprio e que não foi muito otimizado. O resultado é que a performance geral dele foi péssima para diversas situações. O Ypy S450 demora para abrir apps e carregar a Google Play e apresenta lentidão até mesmo para navegar na área de trabalho. É impossível deixar widgets rodando e ter bons resultados.

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Em nossos testes, o aparelho não foi capaz de rodar diversos benchmarks e obteve pontuações bem abaixo do esperado — alguns apps até foram encerrados por conta do baixo desempenho. Este smartphone não roda jogos pesados, sendo impossível jogar Asphalt 7 ou Minion Rush, que, convenhamos, não são os games mais robustos para o Android.

A falta de memória RAM impacta diretamente no dia a dia, quando alguns apps solicitam que você feche outros softwares para poder funcionar. A combinação de processador fraco e pouca memória acaba resultando em uma experiência frustrante.

Faltou planejamento

Não dá para entender qual foi a ideia da Positivo em colocar o sistema Android puro e optar por botões de comando físicos. Seria melhor compactar o espaço geral e ter botões na tela do que adicionar botões físicos, que, por sinal, já caíram em desuso faz tempo.

O problema maior, contudo, é a ordem inversa dos botões. O botão “voltar” está do outro lado. O botão que serviria para alternar entre os apps abertos abre o menu de configurações. Além disso, eles não respondem muito bem aos comandos. Para quem já usa Android, é difícil se habituar com essa proposta diferente.

Imagem capturada com a câmera traseira do Positivo Ypy S450 (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

A câmera do Ypy S450 quebra um galho, mas ela não oferece muitas regulagens e apresenta imagens de qualidade duvidosa. Não é possível usar foco seletivo (o aparelho foca automaticamente onde bem entende), há uma alteração de brilho e contraste que deixa as imagens mais escuras e o flash é tão fraco que não tem muita utilidade.

Vale a pena

Infelizmente, não foi dessa vez que a Positivo saiu na frente da concorrência. Mesmo tendo tempo para planejar seu produto e lançar um gadget melhor que o Razr D3, a empresa acabou cometendo alguns deslizes.

É inegável que a fabricante evoluiu muito em qualidade, mas, mesmo oferecendo um produto mais robusto, ainda não podemos dizer que este smartphone está pronto para competir com celulares com preços próximos dos 500 reais.

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

O Ypy S450 apresentou problemas de desempenho para rodar o Android e não foi capaz de executar muitos jogos. A pequena quantidade de memória RAM certamente é um problema grave, o que coloca o aparelho abaixo dos concorrentes, como o Razr D3 e o Razr D1 (que possuem o dobro de memória)

Apesar de ter uma bateria de longa duração e trazer um cartão micro SD de 8 GB, os demais recursos deste Positivo são medianos. No fim das contas, este celular consegue apenas ser bonitinho e funcional para tarefas básicas, não sendo uma opção para o consumidor que quer jogar ou aproveitar muitos apps. Se você quer um celular para dois chips, vale mais apostar no Razr D1 (que não tem rádio, mas é superior em diversos quesitos).

Este produto foi cedido para análise pela Positivo.

Cupons de desconto TecMundo: