Após tantos boatos sobre o suposto Moto X, finalmente temos o prazer de conhecer todo o esplendor do produto. A fabricante nos enviou um exemplar e claro que testamos todos os detalhes do aparelho.

Com recursos inteligentes, design surpreendente e uma câmera que promete ser sua companheira em todas as ocasiões, esse smartphone vem para concorrer com modelos top de linha de outras marcas.

O Moto X promete alto desempenho em jogos, energia de sobra para todas as atividades e uma série de facilidades, mas será que ele realmente tem alguma chance contra os celulares mais robustos do momento? Hoje, vamos mostrar tudo o que esse telefone tem a oferecer. Agora, veja as especificações do aparelho:

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Como de costume, antes de partirmos para nossos comentários de características aprovadas e reprovadas, vamos conferir os resultados de benchmark do Moto X:

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Aprovado

Visual arrasador e tela na medida

Não há dúvidas de que a Motorola mudou depois que foi adquirida pela Google. A começar pela embalagem simples e elegante deste smartphone, podemos dizer que a empresa tem uma nova visão e que ela quer conquistar o consumidor com um produto sólido e inovador.

Depois de abrir a caixa, nos deparamos com o belíssimo Moto X. O aparelho que já havia nos conquistado quando foi anunciado é ainda mais bonito de perto. À primeira vista, o celular lembra muito os dispositivos da linha Google Nexus. As bordas são discretas e as curvas são delicadas.

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

A parte traseira tem uma leve curvatura que destoa muito do visual de outros aparelhos que a empresa costumava produzir. O material emborrachado da tampa garante boa pegada e transmite a sensação de segurança. Na frente, o display ocupa quase todo o espaço disponível, garantindo dimensões reduzidas.

Falando na tela, devemos dar destaque a essa peça importante que foi muito bem incorporada ao produto. Além de reproduzir conteúdo em alta definição, a AMOLED do Moto X agrada com um nível de brilho suficiente para usar o aparelho em locais onde há muita iluminação. As cores do visor são muito boas e dificilmente notamos distorções.

Desempenho surpreendente

Conforme você já pôde conferir nos benchmarks, o poder de fogo do Moto X é muito acima da média. A surpresa não é tanta, uma vez que a Motorola já havia comentado que, mesmo tendo especificações modestas, seu novo celular-prodígio contaria com otimizações que garantiriam resultados muito acima do esperado.

Para sermos sinceros, antes de testarmos o produto, estávamos receosos de que o aparelho não daria conta dos games mais recentes. Entretanto, parece que a Motorola realmente cumpriu o que prometeu. O Moto X não apenas surpreendeu nos benchmarks como deu show de desempenho em jogos como Asphalt 8: Airborne e Moder Combat 4.

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Múltiplos apps também não são problema para este celular. Equipado com 2 GB de memória RAM, o Moto X não decepcionou em nenhum momento. Alternar entre os programas abertos é muito rápido e, mesmo mantendo uma série de itens abertos, o desempenho do aparelho continua excelente.

Assim, se a sua preocupação com este aparelho está no processador de apenas dois núcleos, podemos garantir que, ao contrário de alguns celulares quad-core, o Moto X não sente medo de jogos pesados e não decepciona em qualquer atividade. Ele está mais do que aprovado com seu hardware de alta qualidade.

Um celular realmente inteligente

Além de gerenciar múltiplas tarefas, o Moto X esbanja desempenho para oferecer uma série de facilidades para o usuário. A fabricante fez questão de focar em alguns recursos inteligentes para deixar a utilização do Android ainda mais simples.

A primeira das facilidades já existe em outros aparelhos e se chama Google Now. A diferença aqui é que a Motorola tornou o recurso mais funcional. Mesmo quando o Moto X está bloqueado, ele continua de ouvidos bem atentos para responder aos comandos do dono. Basta dizer “Ok, Google Now” e dar um comando para usar o produto sem as mãos.

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Alguns resultados são retornados com voz e outros apenas com imagens e textos. Quando solicitadas orientações para chegar a determinado local, o aparelho se encarrega de abrir o Google Maps e indicar a rota mais inteligente. É tudo tão fácil e rápido que nem parece que você está lidando com um celular.

O aplicativo Assist é outra facilidade que garante ao usuário configurar o smartphone para trabalhar em seu favor. Com este app, você pode definir os horários em que o celular deve ficar em silêncio (quando você vai dormir ou está em uma reunião) e quando ele deve ajudá-lo a manter seus olhos na estrada. Quer mais? Basta chacoalhar o telefone para abrir a câmera.

Câmera pronta para qualquer situação

Falando em fotos, não temos do que reclamar das capturas com o Moto X. O sensor de 10 MP é mais do que suficiente para produzir imagens incrivelmente nítidas. As fotografias em HDR são muito boas e podem fazer toda a diferença para quem busca um efeito diferente, mas não quer simplesmente aplicar um filtro sobre a imagem.

Sem HDRCom HDR

Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Ampliar (Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

O app de câmera do Moto X é um dos grandes diferenciais do aparelho. O menu lateral é muito simples e garante acesso instantâneo a qualquer item sem que você abra opções em locais indevidos da tela. Este celular consegue capturar imagens constantemente e a velocidade é bem impressionante. Basta manter seu dedo pressionando uma região da tela para que o telefone continue capturando as fotos.

Para ouvidos apurados e longos tempo de uso

Muitos smartphones modernos não contam com bons sistemas acústicos, mas esse não é o caso do Moto X. Em nossos testes, o aparelho mostrou ser muito acima da média e ter potência de sobra para reproduzir quaisquer tipos de música.

Com equalizador (para fones e para os alto-falantes) embutido no sistema, o celular consegue regular perfeitamente o som de quaisquer apps. Isso garante maior nitidez no áudio, com bom nivelamento de agudos e graves. O aparelho reproduz músicas em volume mais alto do que o iPhone 5 e do que o Galaxy S4 e tem graves muito mais caprichados.

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

Para finalizar, queremos dizer que ficamos mais do que satisfeitos com os ótimos tempos de bateria do aparelho. O componente de energia é capaz de perdurar por quase 7 horas na reprodução de vídeos via WiFi com a tela no nível de brilho máximo. Mesmo com apps em segundo plano e rodando jogos, a bateria não vai decepcionar.

Reprovado

Hardware desatualizado e sem personalização

Aprovamos quase todos os aspectos deste aparelho, mas não temos como dizer que este smartphone tem grandes chances no mercado. Mesmo chegando um bom tempo depois  de outros tantos concorrentes, o Moto X tem um processador (dual-core) que não acompanha o dos adversários (Galaxy S4, Nexus 4, LG G2, Galaxy Note 2 e HTC One) que têm CPU quad-core.

Na prática, ele chega a um nível de desempenho muito perto e mostra que sabe usar os recursos de forma inteligente. Entretanto, se considerarmos a sua utilização longo prazo, este dispositivo tende a ficar defasado com muito mais rapidez e a deixar de entregar resultados satisfatórios em jogos e aplicativos futuros.

Além desse probleminha, ficamos tristes ao saber que a Motorola não lançou por aqui as capas coloridas do aparelho. Pode parecer bobeira, mas esse era um dos charmes do Moto X.

Vale a pena

Com toda certeza vale a pena comprar o Moto X! Contudo, é engraçado notar que, mesmo sendo produzido no Brasil, esse aparelho consegue ter o preço de um smartphone importado. Na verdade, acaba sendo desvantajoso adquirir o aparelho em terras tupiniquins, afinal ele custa quase o mesmo tanto que o Galaxy S4, mas não tem um hardware equiparável.

Ficamos satisfeitos com o potencial deste smartphone. O excelente desempenho em jogos, benchmarks e apps é surpreendente para um produto que tem um processador limitado. De fato, a Motorola fez um ótimo trabalho na otimização do sistema e no aproveitamento dos recursos disponíveis.

(Fonte da imagem: Tecmundo/Baixaki)

A bateria de longa duração também nos chamou a atenção, visto que ela fica acima da média de aparelhos concorrentes e não decepciona mesmo quando o brilho da tela está no máximo. Dá para aproveitar filmes no Netflix por um bom tempo antes que a energia se esgote. O som bem regulado nos alto-falantes e fone é outro bom motivo para investir no produto.

Adicione nesta lista de qualidades a inteligência e app de câmera e você não precisa ter dúvidas do quanto vale a pena comprar o Moto X. Claro, tudo depende do seu gosto também, afinal trata-se de um aparelho bem diferente dos concorrentes. Parabéns à Motorola por esse gadget de altíssima qualidade e beleza!

Cupons de desconto TecMundo: