Com um hardware poderoso, o Z355 é a primeira aposta da LG no mercado nacional de ultrabooks. Acompanhado pelo sistema operacional Windows 8, o dispositivo já está disponível no país há alguns meses, tendo inclusive sofrido uma redução em seu preço durante esse período.

Tivemos a oportunidade de passar alguns dias com o produto e, após realizarmos uma bateria completa de testes, trazemos tudo o que você precisa saber sobre o dispositivo. Confira nossa análise e, depois de finalizar a leitura, não se esqueça de contribuir com sua opinião em nossa seção de comentários.

Características técnicas

  • Processador Core i7 3517U de 1,9 GHz;
  • 4 GB de memória RAM;
  • GPU integrada Intel HD Graphics 4.000;
  • Sistema Operacional Windows 8 de 64-bits;
  • Display de 13,3 polegadas com resolução 1366x768;
  • Memória SSD de 256 GB;
  • Webcam integrada de 1,3 megapixels;
  • Peso de 1.210 gramas (com bateria).

Aprovado

Apresentação atraente

O primeiro aspecto que chama atenção no LG Z355 é seu acabamento externo em aço escovado. Além de contribuir para que o dispositivo tenha um visual sofisticado, o material ajuda a passar uma sensação de resistência e durabilidade — algo que é reforçado pelo manuseio do aparelho.

(Fonte da imagem: Divulgação/LG)

Usando uma combinação simples entre cinza e preto, o produto não possui um ponto único que chame a atenção. Longe de ser algo negativo, isso faz com que você preste mais atenção ao que está sendo mostrado na tela do que a outros elementos externos que possam distraí-lo de sua experiência.

Hardware poderoso

Apresentando um processador Core i7 de terceira geração combinado a 4 GB de RAM, o Z355 é um produto bastante poderoso. Seja para navegar pela internet, compor textos, enviar emails ou assistir a vídeos em alta resolução, o dispositivo nunca vai apresentar travamentos ou problemas graves de desempenho.

Um dos destaques do dispositivo é o fato de ele vir equipado com 256 GB de memória SSD. Além de garantir um início bastante rápido para o sistema operacional, isso faz com que não demore quase nada para você pode acessar ou transferir seus arquivos. Além disso, por mais que o espaço disponível não seja exatamente surpreendente, ele se mostra mais do que suficiente para quem usa o computador como ferramenta de trabalho.

Display de qualidade

Mesmo que o LG Z355 possua um display de somente 13,3 polegadas, o aparelho surpreende pela qualidade das imagens que exibe. A resolução de 1366x768 pixels se mostra mais do que suficiente para mostrar conteúdos de maneira clara, algo que, aliado a um bom ângulo de visão, permite compartilhar informações facilmente com pessoas sentadas a seu lado.


Conteúdos multimídia como filmes e games são exibidos com uma boa qualidade pelo dispositivo, que em nenhum momento apresenta elementos pixelizados ou tão pequenos que é impossível de vê-los. Só incomoda um pouco a intensidade-padrão do brilho exibido pelo produto, algo que pode ser resolvido facilmente através de seu painel de configurações.

Teclado confortável

Mesmo quem não está acostumado à disposição de teclados para notebooks não terá do que reclamar em relação ao LG Z355. A maneira como os botões do aparelho estão espaçados contribui para uma escrita confortável, já que o produto dá espaço o bastante para que os dedos se movimentem de maneira livre.

Outro ponto que chama a atenção é o baixo tempo de resposta do teclado, que também se destaca por não provocar ruídos de maneira intensa. Infelizmente, não há um sistema de retroiluminação no ultrabook, o que tira um pouco de sua versatilidade em ambientes com pouca iluminação externa.

Trackpad eficiente

Apresentando dimensões razoáveis, o trackpad do ultrabook se mostra bastante sensível aos toques do usuário, o que facilita navegar por diferentes aplicativos e opções do sistema. O tamanho da superfície se mostra bastante adequado tanto para mãos grandes quanto para as pequenas, e seu posicionamento evita que ele seja ativado acidentalmente enquanto algum texto está sendo digitado.

Seguindo a tradição, o dispositivo apresenta dois botões semelhantes aos de um mouse, que aqui são apresentados de maneira um pouco diferente. Em vez de você ter que apertar uma área específica do trackpad para abrir o menu de contexto ou selecionar um conteúdo, basta encostar o dedo no lugar correto para que essas funções sejam ativadas.

Em geral, o trackpad do Z355 apresenta uma experiência de uso bastante confortável e que não deve incomodar a longo prazo. Embora o uso de um mouse ainda propicie uma experiência de navegação melhor, não fica a sensação de que é indispensável investir em um acessório adicional para usar corretamente a máquina.

Instalação limpa

Poucas coisas são piores do que investir em um computador novo somente para descobrir que ele veio entupido de softwares dispensáveis (o famoso “crapware”). Felizmente, a LG maneirou no número de aplicativos proprietários que acompanham o ultrabook, que acabam se mostrando bastante úteis.

Batizados como “Control Center”, “Update Center” e “Recovery Center”, os programas desenvolvidos pela empresa têm o objetivo de facilitar o processo de lidar com as configurações do computador. Através deles, você pode configurar o recebimento de atualizações automáticas, conferir as redes sem fio disponíveis em uma localidade e até mesmo gerenciar os planos de energia do Windows.

Embora todas as opções fornecidas pelos softwares estejam presentes no próprio sistema operacional, a forma como a LG as organizou se mostra mais amigável para quem não está acostumado com a plataforma. Assim, não se surpreenda se você preferir usar as ferramentas desenvolvidas pela empresa em vez de apelar pelo antigo (e cada vez mais confuso) Painel de Controle.

Reprovado

Hardware gráfico fraco

Embora ultrabooks não sejam máquinas feitas para games, a presença de um potente processador Core i7 chama a atenção de quem gosta de jogos eletrônicos. Infelizmente, a opção da LG em incluir uma GPU Intel HD Graphics 4.000 acaba destruindo qualquer possibilidade de que você possa aproveitar os títulos mais recentes do mercado.

Para comprovar isso, testamos quatro títulos: The Walking Dead (da Telltale), The Elder Scrolls V: Skyrim, Torchlight 2 e BioShock Infinite, cada um com um parâmetro de exigências diferente do outro. Nas três opções, no entanto, o resultado acabou sendo decepcionante. Mesmo nas configurações mais baixas, o computador sofreu para manter uma taxa estável de quadros por segundo nos momentos de ação mais intensa.

Assim, você até vai conseguir jogar parte de sua biblioteca de games pessoal, mas não necessariamente com a qualidade necessária. O baixo potencial gráfico também deve decepcionar quem lida com a edição de vídeos e outros conteúdos multimídia que exigem a renderização de imagens tridimensionais.

Nada de touchscreen

Quem já pôde testar o Windows 8 sabe que o sistema foi feito pensando na navegação por telas sensíveis ao toque. Com isso, decepciona o fato de a LG não ter incluído um sistema do tipo em seu produto, que em muitas vezes parece implorar para que você mexa em algum elemento usando os dedos.

Ciente dessa deficiência, a empresa adicionou ao teclado quatro botões responsáveis por acionar algumas funções comuns do sistema operacional. Porém, embora elas se mostrem bastante úteis, não são suficientes para substituir a presença de uma superfície capaz de responder aos toques do consumidor.

Vale notar que a ausência desse recurso não faz com que o Z355 deixe de ser um ultrabook. Isso se deve ao fato de que a Intel só passou a exigir que os fabricantes utilizem displays touchscreen após a LG ter disponibilizado o dispositivo no mercado.

Bateria fraca

Quem gosta de usar o computador para assistir a filmes, realizar downloads, ouvir músicas e jogar games provavelmente vai se decepcionar um pouco com o Z355. Caso seja usado junto a softwares mais exigentes, o dispositivo precisa ser recarregado em questão de muito pouco tempo, mesmo que sua bateria esteja cheia.

Simplesmente assistir a um episódio de um seriado com uma hora de duração é suficiente para reduzir em 25% a bateria do ultrabook. Assim, esteja preparado para sempre levar junto de si o cabo de recarga do aparelho caso você pretenda usar qualquer espécie de recurso multimídia durante um tempo considerável.

Preço salgado

Mesmo tendo sofrido uma redução de preço — de R$ 4.299 passou para R$ 3.699 —, o LG Z355 ainda pode ser considerado um produto bastante caro. Mesmo justificando esse valor com um hardware poderoso, o dispositivo não é exatamente uma boa relação entre custo e benefício. Especialmente quando se leva em consideração o fato de que produtos um pouco mais modestos custam pouco mais da metade desse valor, fica difícil justificar investir tanto dinheiro na compra do ultrabook.

Vale a pena?

Quem procura um aparelho compacto e fácil de transportar, mas não quer abrir mão de um hardware poderoso, tem no LG Z355 uma ótima opção. Mesmo pecando em seu desempenho gráfico, o aparelho possui poder o bastante para lidar com atividades cotidianas sem qualquer problema ou momento de lentidão.

Fora seu preço elevado, o único motivo real para não investir no aparelho é a falta de um display sensível ao toque. Quando se leva em consideração a presença do Windows 8, incomoda bastante não poder usar os dedos para interagir com os elementos mostrados pela tela do dispositivo.

Assim, talvez valha mais a pena esperar a próxima geração de ultrabooks para investir em um produto da categoria. Como a próxima leva de gadgets do tipo obrigatoriamente deve acompanhar displays touchscreen, provavelmente vale mais a pena esperar sua chegada do que investir em um aparelho que não apresenta tantas comodidades na hora de usar o sistema operacional da Microsoft.

Cupons de desconto TecMundo: