Presente no mercado há mais de 30 anos, a Seagate é uma referência quando o assunto é a segurança dos seus dados. Além de HDs externos comuns, a empresa também fornece soluções de armazenamento para redes de computadores por meio do NAS.

O NAS, do inglês Network Attached Storage, é uma unidade dedicada exclusivamente ao armazenamento de arquivos em uma rede de computadores. Esses dispositivos são muito utilizados em empresas que necessitam de um servidor interno para guardar documentos e outros itens que são compartilhados.

(Fonte da imagem: Divulgação/Seagate)

A equipe do Tecmundo teve a oportunidade de testar o Black Armor NAS110, da Seagate. Abaixo, você confere um pouco mais sobre esse dispositivo de armazenamento para a rede, suas especificações, pontos positivos e negativos.

Especificações

  • Produto: Seagate;
  • Modelo: NAS 110 (ST320005MNA10G-RK);
  • Dimensões: 17,6 x 6,1 x 14,7 cm (A x L x C);
  • Peso: 1,22 kg;
  • Capacidade de armazenamento: 2 TB;
  • Conectores: 2 portas USB 2.0 (frontal e traseira), 1 conector RJ45, 1 conector para fonte de alimentação;
  • Compatibilidade: Mac OS X 10.6 ou superior, Windows XP, Vista e 7.

Aprovado

Veja abaixo as características e funcionalidades que merecem destaque no Seagate Black Armor NAS 110.

Design

Apesar de ser um NAS, o Seagate Black Armor NAS 110 possui um tamanho bem compacto. O acabamento em black piano na parte frontal ajuda a dar um visual mais elegante ao dispositivo. Os botões do NAS são bem discretos e de certa forma protegidos, o que dificulta os cliques acidentais durante o manuseio do aparelho.

(Fonte da imagem: Divulgação / Seagate)

Controle pela web

Uma das características mais legais do Seagate Black Armor NAS 110 é que você pode acessar os dados nele armazenados a partir de qualquer computador conectado à internet, mesmo que você esteja a quilômetros de distância do dispositivo.

Para que a opção de acesso pela internet possa ser utilizada, é preciso criar uma conta na página especializada da Seagate e configurar o NAS para liberar o acesso externo. Todos os passos desse procedimento podem ser vistos no Guia do Usuário que acompanha o produto.

Funcionalidades

O sistema de gerenciamento do NAS é mais um ponto positivo do dispositivo. A interface do software criado pelo Seagate é bem simples e, embora não tenha tradução para o português, pode ser utilizado por qualquer pessoa sem muita dificuldade.

As funcionalidades oferecidas são bem interessantes e permitem total controle sobre o acesso do dispositivo. É possível criar logins distintos para cada pessoa e adicioná-los a grupos de usuários específicos, com políticas de acesso diferentes.

O Seagate Black Armor NAS 110 também oferece um sistema de wiki interno, que só pode ser acessado por quem está conectado à rede. As opções para configuração de permissões de acesso e compartilhamento de pastas também é bem simples e pode ser gerenciado por qualquer pessoa.

Botão de backup

Na parte frontal do Seagate Black Armor NAS 110, é possível conferir o botão de backup, ao lado das luzes indicativas de atividade. Com a aplicação de cópia de segurança da Seagate instalado no computador, basta um clique nessa tecla para que o processo de backup seja realizado automaticamente.

(Fonte da imagem: Divulgação / Seagate)

Expansão

As duas conexões USB do Seagate Black Armor NAS 110 permitem que você conecte outros dispositivos de armazenamento e compartilhe o seu conteúdo pela rede. Dessa forma, mesmo que o HD do próprio NAS esteja lotado, é possível conectar pendrives ou outros HDs externos ao dispositivo.

Reprovado

Confira agora o que deixou um gostinho de “quero mais” no Seagate Black Armor NAS 110.

Sem suporte para adaptadores Wi-Fi

Por ser um dispositivo voltado para o compartilhamento de arquivos e centralizador de backups, o Seagate Black Armor NAS 110 precisa estar conectado à rede para que seja acessado. Porém, às vezes a forma como os aparelhos estão dispostos na rede pode dificultar a conexão do NAS ao roteador ou switch.

(Fonte da imagem: iStock)

Uma solução seria o uso de um adaptador sem fio para o Seagate Black Armor NAS 110. O problema é que o dispositivo não possui suporte para tal tecnologia. A única forma de conectar o storage à rede é por meio do cabo RJ45 fornecido. Embora a transmissão de dados por cabo seja comprovadamente mais rápida do que pelo Wi-Fi, às vezes perder um pouco de velocidade vale a pena pelo conforto.

Para redes pequenas

Durante os testes realizados, o Seagate Black Armor NAS 110 mostrou ser bem estável para poucas conexões simultâneas. Quando o número de solicitações para o dispositivo aumentou (bastante), foi possível notar certa queda no tempo de resposta. Por isso, esse aparelho da Seagate pode não ser o mais indicado para redes muito grandes, em que o número de acessos simultâneos ao NAS seja muito grande.

(Fonte da imagem: Divulgação / Seagate)

Vale a pena

Sem dúvida, o Seagate Black Armor NAS 110 é um bom dispositivo. O aparelho pode ser uma ótima opção para pequenas empresas ou mesmo para uso doméstico. A segurança no acesso aos dados é um dos pontos fortes do centralizador de backups da Seagate. Além disso, o dispositivo possui duas entradas USB para você conectar outros dispositivos e compartilhá-los na rede sem ter que configurar nada.

O que assusta um pouco no NAS da Seagate é o valor no mercado. Em algumas lojas, o preço do produto chegou perto de R$ 800. Fazendo uma pesquisa rápida por outros dispositivos do gênero, é possível encontrar NAS com o valor mais acessível, mas talvez com menos recursos internos.

Quem busca um bom equipamento para compartilhamento de arquivos e está disposto a investir, o Seagate Black Armor NAS 110 é uma boa opção pelas funcionalidades de segurança oferecidas pelo gerenciador de dispositivos da Seagate. 

Cupons de desconto TecMundo: