Aproveitando o lançamento do iPhone 5, a Apple anunciou uma reformulação completa em sua linha de iPods. Acompanhando os padrões estabelecidos pelo smartphone da companhia, a quinta geração do modelo Touch ganhou diversas mudanças em seu design, além de apresentar um hardware ainda mais poderoso que seu antecessor.

O Tecmundo está com o novo aparelho multimídia da Apple em mãos e traz para você neste artigo uma análise completa do produto. Focado na reprodução de músicas, vídeos e games, o aparelho tem a dura missão de competir com gadgets mais versáteis como o Samsung Galaxy S3 e o próprio iPhone.

Confira se a novidade tem potencial para chamar a atenção ou se, comparado com a concorrência, não há motivos o suficiente para você gastar seu dinheiro adquirindo a nova geração do iPod Touch.

Aprovado

Design reformulado

Assim como aconteceu com o iPhone 5, a quinta geração do iPod Touch ganhou meia polegada a mais em sua tela, algo que traz bastante diferenças na hora de lidar com o aparelho. Além de permitir o uso de uma coluna extra de aplicativos em cada uma das telas do gadget, o display ampliado permite assistir a filmes no formato 16:9 sem ser preciso lidar com as barras pretas comuns na geração anterior do produto.

(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

Um dos aspectos que mais chama a atenção é o acabamento em alumínio escovado da parte traseira do dispositivo. Além de diminuir a incidência de riscos, o material parece totalmente imune a impressões digitais, o que colabora para dar uma aparência mais limpa e futurística a seu exterior, que permanece praticamente inalterado desde o momento em que o aparelho sai da caixa.

Assim como acontece no iPhone 5, o novo dispositivo apresenta o conector de oito pinos Lightning. Isso permitiu não só que o gadget ficasse bastante fino (somente 6,1 milímetros), como resultou em uma redução de peso bastante substancial (88 gramas, contra os 101 gramas da geração anterior). O resultado é um produto com características discretas que, ao ser colocado no bolso, parece simplesmente desaparecer de tão leve.

Tela maior

Como já mencionamos, a tela maior do iPod Touch proporciona uma experiência bastante competente durante a reprodução de vídeos. Mesmo não sendo mais uma novidade, a tecnologia Retina Display ainda surpreende por permitir visualizar conteúdos diversificados com uma qualidade surpreendente, mesmo em ambientes cuja iluminação incide diretamente sobre a tela do aparelho.

(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

As dimensões maiores também fazem uma grande diferença na hora de rodar jogos, que se mostram ainda mais bonitos do que na quarta geração do iPod Touch. Apesar de exigir que os consumidores familiarizados com as versões anteriores se reacostumem a fazer certas tarefas, incorporar meia polegada a mais à tela do aparelho foi uma decisão sábia da Apple.

Hardware aprimorado

Apesar de não contar com o poderoso processador A6 do iPhone 5, o chip A5 apresentado pelo iPod Touch se mostra mais do que suficiente para realizar tarefas que incluem a reprodução de filmes em alta resolução e o processamento de jogos considerados pesados.

Títulos como FIFA 13, Lili e Dead Trigger tiveram um desempenho excelente no aparelho, que em nenhum momento engasgou durante a realização das tarefas que eram pedidas. Da mesma forma, assistir a vídeos é um processo que ocorre sem nenhuma interrupção ou dificuldade, assim como acontece na hora de navegar pela internet ou acessar a iTunes Store.

Fones de ouvido de qualidade

Os novos fones de ouvido que acompanham a quinta geração do iPod Touch realmente fazem a diferença na hora de escutar músicas ou acompanhar algum podcast. Não só o acessório se encaixa perfeitamente em orelhas com tamanhos variados, como faz isso de maneira bastante confortável, o que evita qualquer espécie de incômodo durante o uso prolongado do aparelho.

(Fonte da imagem: Divulgaçãoo/Apple)

Durante os testes realizados pelo Tecmundo, não houve qualquer espécie de distorção durante a reprodução de faixas de áudio ou de vídeos, mesmo quando o volume do dispositivo era deixado em sua intensidade máxima. Para aqueles que não gostam de ser incomodados por barulhos externos, o produto ainda possui a vantagem de isolar bem qualquer som do ambiente.

Vale notar que a novidade não supera o fone intra-auricular da própria Apple, tampouco se equipara em qualidade a dispositivos voltados para uso profissional. Porém, entre fones de ouvido com características mais convencionais, é difícil encontrar algum que se equipe em qualidade com o produzido pela companhia da Maçã.

Bateria

Um aspecto em que o iPod Touch permanece imbatível em relação a qualquer produto semelhante disponível no mercado é a sua bateria. Mesmo após longos períodos navegando na internet, jogando ou assistindo a vídeos, o reprodutor multimídia continua com carga suficiente para permitir a reprodução de dezenas de músicas.

Em geral, uma recarga só se mostra necessária após dois dias de uso constante, marca que supera tanto o iPhone 5 quanto o Samsung Galaxy S3. Caso a intenção seja somente ouvir músicas, esse tempo é prolongado de maneira substancial — as 40 horas de uso contínuo informadas pela Apple realmente são verdadeiras, podendo ser comprovadas facilmente durante o uso cotidiano.

Câmera fotográfica

Beneficiado por uma nova lente e pelas melhorias proporcionadas pelo iOS 6, a quinta geração do iPod Touch possui uma câmera fotográfica capaz de realizar a captura de imagens com uma qualidade bastante satisfatória. Embora ainda não esteja no mesmo nível do iPhone 5 ou do Samsung Galaxy S3, o aparelho é uma ótima opção para quem pretende registrar com qualidade momentos do cotidiano.

Imagens registradas com o Galaxy S3, iPhone 5 e com o iPod Touch (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Durante os testes realizados pelo Tecmundo, o hardware do novo aparelho foi capaz de superar o do iPhone 4S durante a captura de fotografias. Não só a imagem resultante foi mais clara, como é possível notar uma quantidade maior de detalhes no resultado final.

Imagens registradas com o Galaxy S2, iPhone 4S e com o Lumia 800 (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Já em comparação com o Nokia Lumia 800 a diferença é bastante gritante. Enquanto o aparelho da companhia finlandesa registrou uma imagem bastante escura, o mesmo problema não foi visto no iPod Touch, no qual é possível distinguir facilmente os detalhes do objeto fotografado.

iOS 6

A grande vantagem da quinta geração do iPod Touch em relação a qualquer outro aparelho de sua categoria se chama iOS 6. Além de o sistema operacional ser bastante rápido e versátil, ele oferece a grande vantagem de possibilitar o contato direto com todo o conteúdo disponível na iTunes Store.

(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

Com isso, bastam poucos momentos usando o dispositivo para recheá-lo de jogos (gratuitos ou pagos), músicas e filmes adaptados para suas características próprias. Claro, isso também significa a presença de elementos não tão bons, como o sistema de mapas proprietário da Apple — algo que é fácil de deixar de lado mediante a grande oferta de softwares disponível na loja online da empresa de Cupertino.

Reprovado

Preço elevado para o mercado nacional

Apesar de ser um produto bastante competente no que se propõe, não dá para negar o fato de que o iPod Touch parece não decidir o que quer ser. Ao mesmo tempo em que é muito complexo para se tratar de um simples reprodutor de arquivos MP3, o dispositivo não possui as opções de conectividade oferecidas por um smartphone recente — embora possua a maioria dos recursos multimídia oferecidas por aparelhos do tipo.

(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

Dessa forma, o produto acaba sendo uma opção muito cara para quem simplesmente deseja ouvir músicas, ao mesmo tempo em que não é capaz de competir no mesmo nível de um smartphone. Para efeitos de comparação, a versão de 32 GB do iPod Touch custa R$ 1.199, 50 reais a mais do que o valor cobrado atualmente pelo Samsung Galaxy S2.

Já a versão com capacidade de 64 GB sai por R$ 1.599, preço pelo qual é possível adquirir o Samsung Galaxy S3 em muitas lojas do país. Apesar de o custo ainda ser inferior ao do iPhone 4S (R$ 1.999), a tendência é que o smartphone da Apple acabe sendo vendido por um valor semelhante assim que o iPhone 5 chegar ao país no ano que vem.

Vale a pena?

Caso você procure um aparelho atraente, leve e poderoso, capaz de reproduzir com maestria filmes e vídeos, além de rodar jogos complexos, a quinta geração do iPod Touch é uma ótima opção. Contando com um hardware respeitável, o aparelho surpreende pelo desempenho e por ser simplesmente bonito de olhar quando comparado a outras opções semelhantes.

(Fonte da imagem: Reprodução/Apple)

O único empecilho para você levá-lo para casa é o preço elevado, que compete diretamente com diversos smartphones respeitáveis disponíveis atualmente no mercado. Embora não chegue a ser tão caro quanto o iPhone 5, o dispositivo acaba ficando na mesma faixa de preço que aparelhos como o Samsung Galaxy S2 e o Motorola RAZR i.

Claro, se você é daqueles para quem o único sistema operacional portátil viável é o iOS, não é preciso pensar duas vezes antes de adquirir o iPod Touch. Nesse caso, a opção mais interessante acaba sendo mesmo a de 32 GB, já que o valor cobrado pela de 64 GB se aproxima demais do custo do iPhone 4S — aparelho que leva vantagens pela sua compatibilidade com sinais de telefonia móvel, cuja diferença de preço acaba compensando economizar um pouco mais para levá-lo para casa.

Cupons de desconto TecMundo: