(Fonte da imagem: Divulgação/Razer)

O Razer Mamba já é conhecido há algum tempo como um dos melhores mouses para gamers da atualidade, disputando o pódio com outros aparelhos famosos, como o Sidewinder X8. Mas será que o novo modelo da linha, o Mamba 4G 2012, é capaz de oficialmente tomar o trono? Veja o que o Tecmundo achou do acessório, depois de testá-lo detalhadamente.

Especificações

  • Sensibilidade: até 6.400 dpi com tecnologia 4G Dual Sensor;
  • Tempo de resposta: 1 ms;
  • Dimensões: 11,5 x 6,8 x 4,3 cm;
  • Peso: 136 gramas;
  • Botões extras: quatro na lateral esquerda;
  • Função de troca entre modos com e sem fio;
  • Bateria com duração de até 16 horas contínuas;
  • Sistema de iluminação multicolorida para scroll, logo e base carregadora.

Aprovado

Design

É difícil pensar em um mouse que misture uma aparência moderna com um design elegante de forma tão impressionante. Tudo nele parece combinar beleza e funcionalidade na medida certa, das curvas de sua estrutura ao mostrador da bateria.

(Fonte da imagem: Divulgação/Razer)

A embalagem do produto é um ponto que merece ser mencionado. Se fosse uma caixa normal, você provavelmente se livraria dela, mas o caso do Razer Mamba 4G 2012 é um show à parte, servindo como um pedestal de acrílico para o mouse e um elegante gaveteiro para os outros acessórios ao mesmo tempo.

Outro detalhe para quem estava cansado da luz azulada do modelo anterior é que agora é possível mudá-la para qualquer outra cor que você quiser, através das configurações do mouse. Embora seja algo puramente estético, é uma novidade bem-vinda.

Conforto

Depois de usar o Razer Mamba 4G pela primeira vez, nenhum outro mouse vai parecer tão confortável quanto antes. Graças ao seu design ergonômico, ele se encaixa em sua mão com uma perfeição incrível, ao mesmo tempo em que a superfície emborrachada do aparelho impede que ele escorregue acidentalmente.

As curvaturas nas laterais tornam o mouse extremamente confortável (Fonte da imagem: Divulgação/Razer)

O posicionamento dos botões também impressiona, pois todos eles estão ao alcance certo dos dedos. Os únicos que precisam de algum trabalho para serem pressionados são os botões de controle de dpi – o que faz bastante sentido, já que você não vai querer esbarrar neles acidentalmente.

Com ou sem fio? Você escolhe

Uma das características mais interessantes do Razer Mamba é sua capacidade de ser usado tanto com quanto sem fios. Desconectando o cabo USB de seu mouse e ligando-o a uma base carregadora que vem junto do aparelho, ele passa automaticamente para o modo wireless, confiando em uma bateria poderosa para funcionar.

Essa bateria, de fato, merece vários elogios, já que ela dura uma média de 16 horas de uso ininterrupto, o equivalente a dois dias de muita jogatina. Caso ela acabe, basta conectar o cabo USB novamente no mouse para recarregá-lo ou encaixá-lo na base.

Configurável ao extremo

Normalmente, tudo o que uma pessoa precisa fazer ao comprar um mouse novo é conectá-lo em seu PC e esperar a instalação ser concluída. Mas no caso do Mamba 4G, você pode baixar um software especial através do site da Razer para personalizar o aparelho.

Usando esse aplicativo, é possível configurar características como a função de cada botão, os níveis de precisão de seu mouse, a cor da luz interna do aparelho e até mesmo associar macros ao acessório.

É através desse programa, também, que você pode atribuir perfis especiais para o mouse. Com essa ferramenta, é possível criar diferentes configurações de botões para seu Razer Mamba, permitindo que ele esteja otimizado para várias situações, como navegar na internet ou jogar um FPS.

Reprovado

Preço

Infelizmente, o Mamba 4G é um luxo para poucos brasileiros. Enquanto lá fora este aparelho custa 130 dólares, no Brasil ele está a um preço médio de 500 reais – um valor bem maior do que muitas pessoas estariam dispostas a pagar por um mouse.

Para efeitos de comparação, seu rival, o Sidewinder X8, pode ser encontrado pela metade desse preço por aqui, oferecendo configurações parecidas. Pelo visto, o Mamba consegue ser bem caro...

Poderoso até demais

Usar um Mamba 4G é como dirigir uma Ferrari. Ambos têm toda a potência que alguém pode querer, mas você dificilmente vai conseguir usar isso em uma situação normal. É o caso dos 6.400 dpi, que garantem uma sensibilidade alta demais ao aparelho: todos que testaram o acessório simplesmente não conseguiram usá-lo na precisão máxima.

Para que a seta do Mamba se movesse pela tela com algum controle, a solução foi diminuir a sensibilidade para menos de 3.000 dpi – algo que muitos dos mouses atuais já conseguem alcançar. Por isso, comprá-lo apenas porque ele tem mais precisão que qualquer outro do mercado não é uma boa ideia.

“É o novo modelo? Eu nem percebi...”

Se não fosse pela cor da luz, este poderia muito bem ser o Mamba 3G (Fonte da imagem: Divulgação/Razer)

A uma primeira vista, é quase impossível conseguir diferenciar o Razer Mamba 4G 2012 de sua versão anterior. O design continua exatamente o mesmo, seja falando da base carregadora ou no próprio mouse. Somente três mudanças relevantes ocorreram neste novo modelo:

  • Aumento da sensibilidade em 800 dpi;
  • A bateria teve um aumento de duração de 15%;
  • Possibilidade de mudar a cor da luz interna do mouse.

É claro que o Mamba 4G é poderoso, mas as melhoras dele foram tão poucas que fica a impressão de que o novo modelo do aparelho só teve mudanças porque era necessário justificar uma nova geração.

Apenas para desktops

Basta observar o Mamba para perceber que ele não é o acessório mais indicado para quem costuma utilizar um notebook, carregando-o de um lado ao outro. O primeiro fator é seu tamanho: este mouse é consideravelmente grande, o que quer dizer que ele precisa de bastante espaço para ser utilizado com eficiência.

Usar a base junto do mouse ocupa bastante espaço e não é nada discreto (Fonte da imagem: Divulgação/Razer)

A presença do carregador não ajuda em nada, já que, por menor que seja, ele ainda é consideravelmente grande. Então a solução seria utilizá-lo no modo “com fio”, certo? Infelizmente, o cabo do acessório é bem longo e não é tão maleável quanto deveria, atrapalhando um pouco se você estiver usando-o em superfícies pequenas.

Vale a pena?

Não há dúvida alguma de que o Razer Mamba 4G 2012 conta com o melhor que um mouse pode oferecer para jogadores hardcore. Mas é impossível negar que boa parte de seu preço vem do fato de este ser um acessório de luxo para gamers.

Assim, aqueles que estão em busca apenas de um bom mouse definitivamente não precisam deste produto. Já quem quer a melhor experiência possível durante os games não deve ter dúvidas: você não vai se arrepender dos R$ 500 gastos para ter este aparelho.

Cupons de desconto TecMundo: